Fernando Júnior e Marcos Paioli são os campeões da Mercedes-Benz Challenge

1042 0

Da Redação – Os pilotos do Rio Grande do Sul brilharam na etapa de encerramento da temporada de 2017 do Mercedes-Benz Challenge e foram os grandes destaques da última corrida do ano, realizada neste domingo (10), em Interlagos (SP). Largando na pole position, Roger Sandoval resistiu aos ataques do paulista José Vitte e conquistou sua primeira vitória na CLA AMG Cup.

Este resultado rendeu a ele o vice-campeonato na categoria, e completou a dobradinha gaúcha iniciada com a conquista do bicampeonato nacional pelo piloto de Santa Cruz do Sul, Fernando Júnior. O líder chegou a Interlagos precisando apenas de uma nona colocação para levantar o bicampeonato, e cumpriu uma prova estratégica.

“Sabíamos que esta prova seria a mais difícil do ano. Ter uma vantagem e precisar chegar em uma determinada posição para ser campeão é mais difícil do que lutar por uma vitória. É muita preocupação e a cabeça tem que estar boa. Fizemos o dever de casa e a equipe WCR fez um grande trabalho. Quero agradecer aos meus patrocinadores e também ao Luiz Sena Júnior, o Seninha, meu parceiro e meu manager, que me ajudou muito neste ano. Agora é voltar para casa e comemorar o bicampeonato”, comentou o campeão.

Sandoval fez a parte que lhe cabia na disputa pelo título, e foi perfeito durante todo o fim de semana. Ele dependia, no entanto, de uma combinação de resultados pouco provável para chegar ao título, já que mesmo vencendo precisava torcer para seu conterrâneo e amigo não passar do 11o posto.

“Estávamos buscando essa vitória o ano todo e agora chegou o momento. Tinha que vir hoje. Eu estava preparado depois de tantos imprevistos durante o ano e me concentrei bastante para não errar. Pensei que tinha que fechar o ano vencendo essa corrida. Eu sabia que conquistar o campeonato estava muito difícil, mas ganhando a última corrida também temos um novo ânimo para seguir no mesmo caminho em 2018”, declarou Sandoval.

José Vitte também brilhou em São Paulo e, assim como já havia ocorrido em Goiânia quatro semanas atrás, disputou a vitória até a última volta. A diferença é que, desta vez, terminou em segundo – resultado que lhe rendeu o título na CLA AMG Cup Master.

“Foi uma corrida maravilhosa e ele (Sandoval) mereceu a vitória. Infelizmente não deu para ganhar o título na geral, o Fernando fez um grande trabalho ao longo do ano e nesta final guiou com o regulamento debaixo do braço. Ser campeão na Master é fechar com chave de ouro um ano que posso considerar de superação. Tivemos dois acidentes e conseguimos voltar de forma competitiva. A equipe toda está de parabéns”, disse Vitte.

Paioli absoluto na C 250 Cup – Igualmente emocionante foi a disputa da C 250 Cup. Com cinco pilotos na briga pelo título, a categoria teve um final imprevisível e só foi definida na última volta. Largando dos boxes em razão de um erro no procedimento de alinhamento, Marcos Paioli precisava vencer a prova caso seu principal adversário, Claudio Simão, fechasse a disputa entre os cinco primeiros.

André Moraes Jr. começou a corrida na liderança (posição que também lhe daria o título caso Simão não passasse do quinto lugar), mas logo após a parada obrigatória passou a ter Paioli em seu encalço. A troca de posições entre eles ocorreu na penúltima volta, mas no início do giro decisivo Moraes teve dificuldades com os freios superaquecidos e atingiu o líder na traseira.

No choque, as posições entre ambos foram novamente trocadas, mas logo após a bandeirada final Moraes recebeu uma penalização, caiu para terceiro, e Paioli recuperou o título na C 250 Cup e na C 250 Cup Master.

“Foi maravilhoso. Fiz tudo o que eu tinha para fazer, acelerei tudo que pude acelerar e posso dizer que foi o melhor ano no automobilismo de toda minha carreira. Hoje me superei e estou muito feliz, principalmente pelos campeonatos. Foi superação total da equipe, minha e de todos os envolvidos”, comentou Paioli.

André Moraes Jr. terminou o campeonato como vice-campeão e comemorou a conquista em sua primeira disputa de um campeonato brasileiro. “Foi um ano muito bom de estreia. Lutamos a temporada toda e coisas como esta de hoje acontecem. Estava com os freios superaquecidos e não tive como evitar. Só posso dizer que o choque não foi intencional”, declarou o piloto.

Total 0 Votes
0

Tell us how can we improve this post?

+ = Verify Human or Spambot ?

Nenhum comentário on "Fernando Júnior e Marcos Paioli são os campeões da Mercedes-Benz Challenge"

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *