Feira da Fraternidade retoma o espírito solidário em Santo André

228 0

Primeiro dia do evento teve público de 10 mil pessoas e arrecadou mais de 2 toneladas de itens para o Banco de Alimentos da Prefeitura andreense

Da Redação – O sentimento de orgulho pelo resgate de um dos mais tradicionais símbolos de Santo André marcou o primeiro dia da Feira da Fraternidade, neste sábado (27). Cerca de 10 mil pessoas estiveram no evento, que arrecadou mais de 2 toneladas de itens para o Banco de Alimentos.

O evento continua neste domingo (28), das 12h às 22h, com 50 barracas de ONGs e entidades sociais da cidade que oferecem comidas típicas de diversos países, itens de brechó e artesanato. Os valores arrecadados serão destinados aos projetos de cada instituição.

“Quem é de Santo André se lembra da Feira da Fraternidade, que há 24 anos deixou de existir. Esse é mais um dos símbolos que estamos resgatando na cidade, como presente de aniversário para o município. É a união das pessoas de bem que torna a realização deste evento possível, pessoas que querem ajudar o próximo e cuidar daquilo que é essencial, promover a igualdade”, afirmou a primeira-dama e presidente do Núcleo de Inovação Social, Ana Carolina Rossi Barreto Serra.

A Feira da Fraternidade integra a programação do aniversário de 466 anos de Santo André. A entrada é 1 kg de alimento não perecível, destinado ao Banco de Alimentos. Entre as atrações musicais que abrilhantaram o primeiro dia, um dos destaques foi o cantor Maurício Manieri, que animou o público com seus principais sucessos.

“Essa parceria com as entidades assistenciais é fundamental para construirmos a cidade que todos nós desejamos. Estamos tirando do armário esse sentimento de orgulho dos moradores de Santo André pela cidade, que estava adormecido. Não poderíamos fechar o mês de aniversário dos 466 anos do município com um evento melhor do que esse”, afirmou o prefeito Paulo Serra.

O evento traz variedade gastronômica e reúne atividades para toda a família, como brinquedos, bar nas alturas, exposições, música, dança, atividades esportivas, intervenções artísticas, entre outras atividades culturais. O cardápio das barracas é inspirado na culinária de diversos países como Alemanha, Argentina, Brasil, China, Coréia do Sul, Espanha, Estados Unidos, França, Israel, Itália, Japão, Mongólia, Suíça, Uruguai, além de comida árabe, entre outros. O estacionamento do Paço Municipal foi equipado com banheiros, fraldário, posto médico, espaço kids, espaço pet e tenda coberta com capacidade para 1,2 mil pessoas.    

O aposentado José Antônio da Silva, de 67 anos, acompanhou as primeiras edições da Feira da Fraternidade e comemorou o retorno do evento. “Achei muito boa a iniciativa de retomarem esse evento, que marcou tanto Santo André por muitos anos. Moro aqui perto e fiz questão de participar. É uma oportunidade de ajudar quem mais precisa”, afirmou.

“A gente poder resgatar os símbolos da cidade é importante, mas esse tem um cunho especial. Em um mundo de intolerância, desrespeito, desamor em que a gente vive, poder trazer para o coração do poder público toda essa organização das entidades e da sociedade civil que fazem esse trabalho com quem mais necessita é reativar um sentimento de amor no coração de toda essa cidade, que há muito tempo foi esquecido”, afirmou o secretário de Cidadania e Assistência Social, Marcelo Delsir.        

Total 0 Votes
0

Tell us how can we improve this post?

+ = Verify Human or Spambot ?

Nenhum comentário on "Feira da Fraternidade retoma o espírito solidário em Santo André"

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *