Federação Israelita destaca que justiça foi feita com condenação de skinheads

355 0

Da Redação – No dia em que a comunidade judaica comemora o Iom Kipur, também conhecido como Iom ha Din ou Dia do Juízo, três skinheads que atacaram jovens judeus em Porto Alegre foram condenados pela agressão cometida em 2005 na capital gaúcha.

A Federação Israelita do RS (FIRS) destaca que o resultado traz a sensação de que a justiça foi feita. O presidente da entidade, Zalmir Chwartzmann, ressalta que a decisão, inédita, é essencial para conscientizar sobre os perigos do discurso de ódio e da intolerância. “O julgamento de hoje entra para a história da Justiça brasileira, não só para a comunidade judaica, mas para toda sociedade, que precisa combater o ódio e o discurso de ódio dos radicais”, relatou o presidente.

Thiago Araújo da Silva foi condenado a 13 anos de reclusão e apela em liberdade. Fábio Roberto Sturm foi condenado a 12 anos e 8 meses de reclusão e apela em liberdade. Já Laureano Vieira Toscani foi condenado a 13 anos de reclusão e já tendo sido decretada a prisão.

Os outros nove réus do caso ainda passarão por julgamento. A Federação ainda agradece a participação dos advogados Hélio Sant’Anna, Helena Sant’Anna e João Batista Saraiva durante todo processo. A agressão ocorreu em maio de 2005 na Cidade Baixa, em Porto Alegre. As vítimas, três jovens judeus que usavam quipás, passaram em frente a um bar na Rua Lima e Silva.

O grupo de agressores estava dentro do estabelecimento, foi para a rua e iniciou o ataque com golpes de facas e canivetes. O Ministério Público denunciou os 14 agressores como skinheads e com ligações antissemitas e nazistas.

Total 0 Votes
0

Tell us how can we improve this post?

+ = Verify Human or Spambot ?

Nenhum comentário on "Federação Israelita destaca que justiça foi feita com condenação de skinheads"

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *