Faxineira celebra mudança para nova moradia no Parque São Bernardo

809 0

Da Redação – Fim do período de incertezas e início de uma vida nova com a realização do sonho da casa própria. Assim pode ser resumido o sentimento da diarista Francilene Vieira da Silva Pinheiro, 45 anos, que pertence a uma das 172 famílias contempladas com moradias entregues pelo prefeito Luiz Marinho no Parque São Bernardo no sábado (14).

Já foram entregues no bairro 584 unidades, de um total de 778 previstas no projeto de urbanização integrada do bairro e também das comunidades do Alto da Bela Vista e Novo Parque. Além de construir novas moradias e realizar obras de urbanização, também está sendo feita a regularização fundiária de assentamentos.

A urbanização integrada é resultado de contratos firmados entre a Prefeitura, o governo federal – por intermédio da Caixa Econômica Federal e no âmbito do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) – e o governo do Estado.

faxineira

Divorciada e mãe de quatro filhos – três ainda moram com ela –, Francilene está cadastrada no programa habitacional da cidade desde 2011. Foi nesse ano que teve o barraco em que morava destruído após uma chuva forte e passou a usar o auxílio do Programa Renda Abrigo para pagar o aluguel. A exemplo de outras famílias beneficiadas agora com moradias, ela residia em área de risco no próprio Parque São Bernardo.

Natural de Umari (Ceará), a faxineira mora em São Bernardo há 17 anos. Para ela, o período de sofrimento ficará no passado. “Já estava divorciada quando vim para cá com os quatro filhos pequenos. Com ajuda de um irmão que já residia na cidade, construí meu barraco, onde morei por três anos. Tinha dia que tínhamos que comer na casa do meu irmão até arrumar emprego como faxineira. Não dá para descrever a alegria de poder iniciar um novo ano na casa nova, um lugar mais seguro para minha família.”

Para Francilene, a nova moradia veio em boa hora. “Estou desempregada e pagava R$ 600 de aluguel. O Renda Abrigo ajudava muito. Agora sairei do aluguel. Quando o barraco caiu me inscrevi e nunca perdi a esperança. A gente sabe que não se resolve de uma hora para a outra, mas acreditei quando o prefeito falou que era para termos paciência que nossa situação seria resolvida. Valeu a pena esperar.”

Nos próximos dias Francilene deixa a pequena casa de três cômodos alugada no bairro para se mudar para o apartamento de 42 m², com dois dormitórios, sala, cozinha, banheiro e área de serviço. Os 172 apartamentos – sete deles adaptados para deficientes – estão distribuídos em sete blocos. A área conta ainda com salão social e playground.

O projeto de urbanização do Parque São Bernardo, Alto da Bela Vista e Novo Parque foi dividido em três etapas, sendo que a primeira foi concluída. A segunda e terceira etapas, em andamento, contemplam a consolidação, por meio de obras de infraestrutura e ações de regularização fundiária, de 1.763 moradias. Também faz parte do projeto a produção das 778 moradias para reassentamento de famílias residentes em áreas de risco ou de unidades precárias que não são consolidáveis.

No total, serão beneficiadas 3.123 famílias, já que outras 582 serão atendidas com a regularização fundiária das unidades que receberam obras de urbanização na primeira etapa. Desde 2009, a Prefeitura já entregou 4.218 moradias na cidade.

Total 0 Votes
0

Tell us how can we improve this post?

+ = Verify Human or Spambot ?

Nenhum comentário on "Faxineira celebra mudança para nova moradia no Parque São Bernardo"

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *