Exposição em homenagem às vidas abreviadas pela pandemia na Casa das Rosas

201 0

Coestelário reúne 72 poemas visuais criados pelo poeta Guilherme Gontijo Flores em parceria com o ilustrador Daniel Kondo

Da Redação – A Casa das Rosas, equipamento da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Governo do Estado de São Paulo e gerenciado pela Poiesis, exibirá a exposição Coestelário, com 72 obras de Guilherme Gontijo Flores e Daniel Kondo.

Inicialmente prevista para 18 de março, sua inauguração no espaço do museu foi adiada por período ainda indeterminado por conta das novas determinações do Governo do Estado para prevenção do contágio por COVID 19. No entanto, as ações virtuais diretamente ligadas à exposição serão mantidas e estrearão no próprio dia 18 pelo Instagram: serão vídeos breves de diversas personalidades da cultura lendo algumas das obras, visitas virtuais ao espaço expositivo e depoimentos dos artistas e do curador.

Poeta e tradutor, Guilherme é professor de latim na Universidade Federal do Paraná (UFPR); em 2013, foi finalista do Portugal Telecom com seus poemas, e recebeu os prêmios Jabuti e APCA de tradução em 2014. Daniel Kondo é ilustrador, tendo sido finalista do Prêmio Jabuti na categoria ilustração com os livros Minhas Contas e Surfando na Marquise, e atualmente é responsável pela coluna Últimas Palavras do jornal O Estado de S. Paulo. Em 2020, ambos se uniram para homenagear com seu trabalho as vidas perdidas durante o período da pandemia.

Por meio de lápides em poesia visual, ao modo das antigas estelas funerárias, que davam voz e imagem à pessoa querida que partiu, a exposição Coestelário apresenta 72 estelas, em que o epigrama funerário se funde à imagem, num jogo de constelações. Aldir Blanc, Moraes Moreira, Olga Savary, Zuza Homem de Melo, Quino, Chica Xavier, Maria Alice Vergueiro e Aritana Yawalpiti são alguns dos homenageados da exposição.

“O projeto é um gesto de agradecimento pelas vidas que pudemos viver graças a tanta gente e um convite ao público para que as estelas erguidas no espaço expositivo sirvam também como um mote para conversas, recordações, depoimentos e continuidades”, afirma Luiz Carvalho, curador da exposição.

A exposição Coestelário conta com o apoio da Companhia das Letras e da Artmosphère.

Serviço – Exposição Coestelário. Ações virtuais: a partir de 18 de março às terças, quintas e sábados, no Instagram da Casa das Rosas. Artistas: Guilherme Gontijo Flores e Daniel Kondo Curadoria: Luiz Gustavo Carvalho. Casa das Rosas – Espaço Haroldo de Campos de Poesia e Literatura (Avenida Paulista, 37 – Paraíso – São Paulo, próximo à estação Brigadeiro do Metrô) Telefone: (11) 3285-6986 | 3288-9447 Funcionamento: de quarta a sábado, das 12h às 16h, mediante agendamento prévio Convênio com o estacionamento Parkimetro: Alameda Santos, 74 (exceto domingos e feriados) Acessibilidade: rampa de acesso, elevador e videoguia em libras.
Durante o isolamento social devido à Covid-19, a programação está sendo realizada de forma virtual e pode ser conferida por https://www.casadasrosas.org.br e https://poiesis.org.br/maiscultura/ .

Total 0 Votes
0

Tell us how can we improve this post?

+ = Verify Human or Spambot ?

Nenhum comentário on "Exposição em homenagem às vidas abreviadas pela pandemia na Casa das Rosas"

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *