Chuvas da última semana exigem ações de manutenção em Mauá

888 0

Da Redação – Os trabalhos de limpeza e também de prevenção da Prefeitura em várias regiões de Mauá foram intensificados ao longo desta semana em conseqüência do excesso de chuva no período. Apenas como exemplo, no sábado, em período de duas horas e meia choveu 70 milímetros em algumas regiões, o que causou perdas, estragos e transtornos na circulação das pessoas pela cidade.

Desde então, quando as chuvas diminuíram, as equipes da Secretaria de Serviços Urbanos (SSU) estão refazendo o desassoreamento do rio Tamanduateí, na região do Parque Boa Esperança e entrada do Jardim Zaíra.

Outro local exigiu cuidados especiais é a região do Paço Municipal, onde a própria SSU realizou a limpeza emergencial no Piscinão. A principal atividade foi desobstruir a tubulação, entupida com o acúmulo de lixo jogado irregularmente nas vias públicas que escoa até o local e a terra carregada pelas chuvas. O trabalho foi complementado na quarta-feira (13) pelo Departamento de Águas e Energia Elétrica do Estado de São Paulo, órgão estadual genuinamente responsável por limpar o Piscinão.

Segundo dados pluviométricos da Coordenadoria de Defesa Civil do município, entre sábado (9/1) e segunda-feira (11/1), Mauá registrou 108 milímetros de chuva, índice considerado altíssimo e preocupante, já que deixa o solo extremamente encharcado. Para a Defesa Civil de Mauá, o índice de 30 milímetros já representa estado de alerta para alagamentos e, de 50 milímetros, estado de atenção para deslizamentos.

“Mesmo com este volume de água, a equipe recebeu apenas três solicitações pelo Disque 199, rapidamente atendidas e resolvidas”, explicou o coordenador da Defesa Civil, Sergio Moraes. Até a Estação Total Robotizada havia emitido dois alertas de movimentação de terra na área do Macuco/Chafic, que já foram cancelados com a estiagem.

Operação Chuvas de Verão – Em 1º de dezembro, as equipes da Coordenadoria de Defesa Civil implementaram a Operação Chuvas de Verão com a execução do Plano Preventivo de Defesa Civil (PPDC) 2015/2016. Ele estará em vigor até o dia 15 de abril, período considerado com alto índice pluviométrico. O PPDC inclui representantes de todas as secretarias municipais e detalha a responsabilidade de cada equipe na prevenção e atendimento de ocorrências relacionadas às chuvas de verão. Exemplo é caber à equipe da Secretaria de Mobilidade Urbana desviar e controlar o trânsito antes de um alagamento, antecipado pela própria Defesa Civil.

O alerta é intensificado quando o volume de chuva atinge 50 mm, índice inferior aos 100 mm preconizados nacionalmente. Com isso, já na primeira ameaça de risco, as equipes de Defesa Civil são acionadas para monitoramento e atendimento às ocorrências relacionadas. A Coordenadoria tem 30 agentes de Defesa Civil que atuam diariamente em esquema de plantão 24 horas e, na época das chuvas, cinco Núcleos de Defesa Civil dão o suporte por intermédio do trabalho de mais de 30 voluntários capacitados pela equipe.

Total 0 Votes
0

Tell us how can we improve this post?

+ = Verify Human or Spambot ?

Nenhum comentário on "Chuvas da última semana exigem ações de manutenção em Mauá"

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *