EUA podem ‘cessar’ a lua-de-mel econômica com Brasil e Argentina

238 0

Mari Tavares – O Brasil foi sacudido nesta segunda-feira (2) por um twiter nada parceiro do presidente norte-americano Donald Trump. Nele, o mandatário dos EUA determina que tarifas sobre o aço e o alumínio, comercializados por Brasil e Argentina, sejam restabelecidas.

Para completar, ainda acusa os dois países sul-americanos de desvalorizarem as suas moedas propositadamente, o que prejudicaria seus agricultores e indústrias, frente às exportações do país.

No ano passado, na esteira de cumprir promessas de campanha e a defesa de sua agenda de protecionismo, Trump já havia determinado o aumento de 25% no aço e 10% sobre o alumínio para todos os países. Mas alguns deles, como Brasil e Argentina, por serem parceiros, tiveram isenção e apenas foram impostas cotas sobre o volume importado.

Ainda não se sabe detalhes em torno desta negociação sobre o tipo de aço que será taxado, por exemplo, essas informações devem vir do Escritório do Representante Comercial dos EUA (USTR, na sigla em inglês) ou do Departamento do Comércio.

Bolsonaro, em declaração pela manhã, afirma que vai consultar primeiramente Otavio Guedes e, caso seja preciso, falará com o presidente norte-americano. Segundo o brasileiro, o canal com Trump “é aberto” e de diálogo.

Total 1 Votes
0

Tell us how can we improve this post?

+ = Verify Human or Spambot ?

Nenhum comentário on "EUA podem ‘cessar’ a lua-de-mel econômica com Brasil e Argentina"

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *