Estudante de Diadema ingressa em curso de medicina na Rússia

800 0

Da Redação – No dia 11 de maio, um grupo de brasileiros embarca para a Rússia com o objetivo de realizar o sonho de cursar medicina na Universidade Médica Estatal de Kursk, considerada uma da melhores no ensino em língua inglesa. Com apoio da Aliança Russa, representante oficial das universidades russas no Brasil, a jovem Luara Amigo Martins deixará Diadema, na região do Grande ABC, para tornar-se médica.

A estudante se decidiu pelo curso no último ano do colegial e escolheu a Rússia após levar em conta a qualidade da universidade, o custo e o fato do país ser o berço da psiquiatria, especialização que pretende fazer no futuro.  Ela também se atraiu pelo sistema de ensino com muitos exercícios e avaliações, que tornou o curso bastante rígido.

Além disso, Luara conta que o apoio familiar também foi muito importante para essa decisão. Como seu pai possui um amigo cuja filha está estudando lá, o incentivo veio desde o início.

A estudante diz que está tranquila com a viagem e não quer se preocupar com as novidades antes da hora. “A cultura é muito diferente, por isso procuro não criar expectativas ou imaginar se vai ser bom ou ruim”. Segundo ela, é necessário chegar ao país primeiro e conhecer a realidade, principalmente por ser tão diferente do Brasil.

Baixo custo – Mesmo com a alta do dólar, cursar medicina na Rússia ainda é um ótimo investimento. Isso porque o governo russo subsidia os alunos estrangeiros que vão para o país estudar, o que diminui consideravelmente o custo do curso. O semestre sai por aproximadamente US$ 3100, incluindo hospedagem e seguro médico. Valor muito inferior ao cobrado no Brasil.

Estudo reconhecido – A Aliança Russa é representante oficial das principais universidades russas no Brasil desde 2005. Seu trabalho consiste na seleção dos candidatos, no processo de orientação da faculdade, no recolhimento da documentação necessária para permanência legal do estudante na Rússia, na obtenção da vaga, inscrição na universidade e na assessoria durante a viagem até a chegada ao local de destino.

Ao voltar para o Brasil, o estudante submete o diploma adquirido ao processo de reconhecimento em uma universidade brasileira, um procedimento padrão para qualquer brasileiro que faça graduação em centros de ensino estrangeiros. Em 2015, 80% dos formandos passaram de primeira no Revalida, principal sistema de revalidação para os cursos de medicina. Desde 2010, o chamado Diploma Único de Estudos Superiores da Europa, do qual a Rússia faz parte, passou a valer conforme o Tratado de Bolonha. Seu objetivo é facilitar a mobilidade dos estudantes e profissionais do ensino superior da Europa.

Serviço – Aliança Russa de Ensino Superior – Edif. Prime Office Park (Rua Adib Auada, 35, Sala 113-B, Granja Vianna – Cotia / SP) CEP: 06710-700
Telefone: (11) 4551-3836 www.aliancarussa.com.br

Total 0 Votes
0

Tell us how can we improve this post?

+ = Verify Human or Spambot ?

Nenhum comentário on "Estudante de Diadema ingressa em curso de medicina na Rússia"

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *