Espetáculo Lagoa Bonita ou CAFÉ PARIS estreia em SP na sexta-feira (8)

299 0

Texto leva a reflexão lúdica sobre os desafios da vida e conta com interpretação de um elenco formado por Debora Duarte, Daíse Amaral, Clovys Torres, Juan Alba, Julio Assad, Luiz Guilherme Favati, Bruno Monteiro, Luiz Sena e Samuel Derewlany; direção e encenação de Jorge Farjalla, que buscou inspiração no mundo circense para transportar o público a um mundo de poesia e imaginação.

Da Redação – A capacidade de sonhar e buscar constantemente a felicidade são os elementos principais da peça teatral ‘Lagoa Bonita ou CAFÉ PARIS’, que estreia no dia 8 de novembro, no Teatro Liberdade, em São Paulo (SP).

O espetáculo conta com uma hora e 40 minutos de duração para apresentar ao público a vida de uma moça chamada Edit Piaf da Silva, nascida na cidade de Lagoa Bonita, interior de Minas Gerais, e sua jornada em busca do sonho de conhecer a cidade de Paris, na França e cantar músicas de Edith Piaf.

Um dos traços mais marcantes de sua personalidade é a paixão pela cantora francesa quase homônima, conhecida por interpretar um dos maiores clássicos musicais do mundo: ‘La vien rose’. O sentimento fora herdado da mãe, que agora écega, vive em uma casa em frente à Lagoa Bonita e tenta convencer a filha a não abandoná-la.

“O espetáculo utiliza uma abordagem onírica da vida. A narrativa tem como base a capacidade de sonhar e Paris representa a grande meta de felicidade e sucesso na vida da personagem”, explica Clovys Torres, autor da peça. A peça sobre Edit Piaf da Silva é uma comédia musicada com canções de artistas brasileiros como Dorival Caymmi e Cartola, que ajudam a contar a história de cinco personagens perdidos em seus sonhos, ilusões e, principalmente, em seus amores. “Muitas vezes nos deparamos com a dificuldade em tomar decisões ou em como lidar com um lugar adverso. Pode ser uma mudança do interior de São Paulo para o Rio de Janeiro ou para fora do país”, acrescenta Torres.

A peça conta com direção e encenação de Jorge Farjalla, que buscou inspiração no circo para dar um novo sentidoà história. “A apresentação é recheada de signos e simbologias, que têm como propósito representar questões como a morosidade da vida e várias outras situações. Um dos exemplos é a carroça antiga de circo que construímos para contar a saga dessa personagem. É a história de um herói que carrega aquela vontade de ser feliz e de fazer sua vida dar certo. Uma lição de vida”, completa.

Daíse Amaral, produtora e idealizadora do projeto, acrescenta que a obra brinca com o realismo de uma forma poética. “O rompimento da realidade em busca do sonho é o que move a peça”, diz. Um dos pontos máximos da peça é a chegada a Paris, que representa a grande meta de vida da personagem principal. “A estrutura física e todos os símbolos foram mudados. O simbólico é tão intrigante pra mim que, ao invés de pensar na Torre Eiffel como ponto de partida para o ícone de Paris, eu pensei em um carrossel”, comenta Farjalla.

“Existe uma questão lúdica entre o palhaço e Lagoa Bonita. A construção foi feita com base em uma ressignificação do texto contemporâneo do Clovys Torres. É o final de uma tríade que teve início com o espetáculo ‘Vou deixar de Ser Feliz por Medo de Ficar Triste’, do Yuri Ribeiro, cuja história foi contada com base em um picadeiro de circo e que também passa pela obra ‘O Mistério de Irma Vap’, onde usei o texto do Charles Ludlan como base para transportar o público a um outro universo”, acrescenta Farjalla. A direção do espetáculo ‘O Mistério de Irma Vap’, inclusive, rendeu à Farjalla o Prêmio Bibi Ferreira de melhor direção.

O diretor musical, Miguel Briemont, observa que a criação da trilha sonora está baseada nessa grande fantasia. A peça conta com a presença de três músicos ao vivo, que atuam como músico-atores. “Tudo é muito imagético e para mim o espetáculo é uma grande fantasia linda. Temos componentes como o amor, a separação e o reencontro. É um poema musical”, diz.

Para Débora Duarte, a atriz que interpreta a mãe de Edit Piaf da Silva, a peça carrega um humor ingênuo e desperta sentimentos que normalmente temos pudor de sentir, demonstrar e acreditar. “É uma bandeira fortíssima porque vem lá das entranhas e dói muito. Esse é um processo doloroso, mas depois é zeloso, maroto, ‘clown’ e lúdico. A minha grande inspiração vem do próprio personagem, que é um mulherão”, completa.

As grandes decisões da vida estão ali, presentes na disposição de Edit em abandonar tudo para viver o seu grande sonho – inclusive terminar o namoro com Chico, um pescador local que simboliza o ‘caipira regionalista’, apegado à vida pacata do interior. O namorado faz de tudo para amolecer o coração da jovem sonhadora, apelandoa cantigas de moda caipira e até mesmo a chantagens emocionais em conjunto com a ex-futura sogra.

Em meio a toda confusão, a mãe de Edit pede ajuda a um velho amigo: seu Expedito, o prefeito de Lagoa Bonita. Animador de festas dos bons e fiel escudeiro da moral e dos bons costumes, ele acaba sendo absorvido pela confusão que se estabelece na pacata casa onde a música sempre reinou.

Apesar das fortes raízes ligadas à mãe, o coração de Edit bate mais forte pela beleza da cidade luz, que representa sua grande realização. Há ainda a presença de um palhaço francês com ar tristonho, que se chama Pierre, seu grande parceiro e incentivador na jornada. Juan Alba, ator que interpreta o pescador local Chico, explica que o envolvimento com o projeto começou em 2016, quando tudo ainda estava em fase embrionária. “É incrível como a gente consegue ser transportado dentro do espetáculo. Tenho certeza que o público vai trabalhar muito a imaginação e vai ser transportado para um lugar diferente”, avalia.

A narrativa é recheada de confusão e muita reviravolta, que simbolicamente representam os altos e baixos da vida. Afinal de contas, seja em Lagoa Bonita, em Paris, nos cafés ou nos teatros da vida, a felicidade está profundamente ligada à capacidade de sonhar, viver e realizar.

Serviço – Peça Lagoa Bonita ou CAFÉ PARIS, estreia dia 8 de novembro, de quinta a domingo, no Teatro Liberdade (Rua São Joaquim, 129, Liberdade, São Paulo, SP). Vendas: Na bilheteria de teatro ou Eventim.com.br Atendimento da bilheteria : (11) 3277-6961 Valores: R$ 50 a R$ 80. Horário da bilheteria: 13h às 21h de terça a sábado. Domingo das 12h às 20h Site: www.teatroliberdade.com.br Classificação: Livre

Total 1 Votes
0

Tell us how can we improve this post?

+ = Verify Human or Spambot ?

Nenhum comentário on "Espetáculo Lagoa Bonita ou CAFÉ PARIS estreia em SP na sexta-feira (8)"

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *