Escola municipal da Vila Floresta recebe projeto inédito de musicalização

993 0

Da Redação – Os alunos da escola municipal Maria da Graça de Souza, na Vila Floresta,  vivem a música de um jeito único na sua rotina. A unidade é a primeira a receber o projeto piloto de Protomusicalização desenvolvido pelo maestro Carlos Moreno, que desde 2013 coordena o projeto Música na Escola na rede municipal da cidade.

Nesta quinta-feira (25), o maestro estará na unidade conversando com os alunos e regendo a Sinfonieta Educa na apresentação da peça musical Pedro e o Lobo. A Sinfonieta Educa é uma orquestra em tamanho reduzido para a apresentação dos instrumentos musicais às crianças.  As apresentações serão às 11h e às 13h30.

A unidade, com cerca de 400 alunos, é a primeira a receber as ações inovadoras propostas por Moreno, que foi maestro da Orquestra Sinfônica de Santo André entre 2009 e 2013. O termo Protomusicalização, palavra conceito criada pelo maestro, consiste em iniciar o interesse pela música em crianças de até 8 anos, ainda sem contato com instrumentos, através do simples ato de ouvir, provocando suas reações e percepções com a vibração e ondas sonoras que constituem a música.

Para isso, Moreno propõe várias ações que já estão sendo implementadas na Emeief da Vila Floresta desde o ano passado. Entre elas estão a colocação de adesivos nas portas de cada sala, com as sete notas musicais, as sete figuras rítmicas e seus nomes. Além disso, as salas de aula foram batizadas com nomes de grandes compositores brasileiros e internacionais. A criação de um horário na semana como momento coletivo para se escutar música e a projeção em vídeos de apresentações de orquestras infantis também fazem parte das atividades.

Destacam-se, ainda, a transmissão das cantigas de folclore e suas brincadeiras de uma forma organizada para estimular o canto nas crianças, além de passeios organizados regularmente para teatros e salas de concertos em dias de ensaios ou espetáculos.

O método de Protomusicalização tem revelado rápidos resultados no ensinamento e comportamento das crianças. A  diretora Cecilia Helena Giansanti relata que pais e professores notaram as crianças mais calmas e concentradas.

Projeto Música na Escola – O ensino de música na rede municipal de ensino de Santo André, no entanto, já acontece desde 2013, quando foi implementado o projeto música na Educação. A Emeief Maria da Graça de Souza está localizada dentro do Cesa (Centro Educacional de Santo Andre) Vila Floresta, que é um dos pólos de ensino de música para os alunos da rede municipal.

Os 11 CESAs são pólos para ensino de música. Os estudantes das unidades localizadas em Cesas têm aula com instrumentos ou canto coral dentro do período regular de aula, como parte do currículo. As aulas são voltadas para os alunos do 2º e 3º anos. Os alunos dos outros anos e os de outras emeiefs da cidade podem se inscrever em aulas de música no contraturno, nos Cesas. Este ano, 2,8 mil alunos estão tendo aula de música na cidade e uma orquestra infanto juvenil já começa a ser formada.

A experiência da implementação deste projeto em Santo André está sendo descrito por Carlos Moreno em seu livro “ Do Arteiro ao Artista”,  em fase de lançamento pela CD G- Casa de Soluções Editora.

Serviço – Apresentação da Sinfonieta Educa e Maestro Carlos Eduardo Moreno – Emeief Vila Floresta, nesta quinta-feira (25), às 13h30, na Emeief Maria da Graça de Souza (Rua Parintins, 344, Vila Floresta)

Total 0 Votes
0

Tell us how can we improve this post?

+ = Verify Human or Spambot ?

Nenhum comentário on "Escola municipal da Vila Floresta recebe projeto inédito de musicalização"

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *