Escola de São Bernardo tem vida que muda ao som do violino

909 0

Da Redação – Ir à escola contente, ter mais responsabilidade e se relacionar melhor são atributos que passaram a fazer parte do perfil da estudante Isabela Moraes Cohen, 9 anos, da Emeb Otílio de Oliveira, no Rudge Ramos, depois que passou a frequentar as aulas de violino, a partir do projeto A Música Venceu.

A unidade foi a vencedora entre 100 escolas públicas brasileiras de concurso de musicalização e produção de instrumentos musicais a partir de material reciclável. Como parte da premiação, ganhou as aulas em parceria com a Fundação Bachiana, coordenada pelo maestro João Carlos Martins, que tiveram início em 2014.

Beethoven, Mozarth e Vivaldi, compositores da música clássica, passaram a fazer parte do repertório de Isabela. No entanto, gêneros e estilos são o que menos importam para ela. “Gosto muito do som (violino)”, afirmou. E a convicção surgiu dela mesma. “Eu que quis participar”, disse. Os pais, Julhana Alves e Armindo Cohen, estão para lá de satisfeitos. “A música potencializou tudo o que ela tinha de bom, no comportamento, no aprendizado e na educação. O violino a tornou uma criança desinibida. Enfrenta multidões nas apresentações.”

Eles garantem que não tiveram influência sobre a decisão da filha. Porém, o pai, cabo-verdiano da Ilha de Santo Antão, há 28 anos no Brasil, aprecia a música erudita e ouve com ela desde que Isabela era bem pequena.

Jornal – Em outra escola da rede, na Emeb Jandira Maria Casonato, no Jordanópolis, também se destaca uma proposta diferenciada. No primeiro semestre deste ano, a turma do 5º ano – 30 alunos – do professor João Kaleb elaborou e produziu um jornal, com direito a lançamento. O JJ (Jornal Jandira), com 2 mil exemplares, foi distribuído no entorno e escolas do bairro. O projeto continua com a previsão da 2ª edição para outubro.

Total 0 Votes
0

Tell us how can we improve this post?

+ = Verify Human or Spambot ?

Nenhum comentário on "Escola de São Bernardo tem vida que muda ao som do violino"

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *