Economista alerta que outras multinacionais podem deixar o Brasil

600 1

Da Redação – Depois de mais de 100 anos, a Ford anunciou nesta segunda-feira (11) o encerramento de sua produção de veículos no País. O economista e Coordenador do Curso de Administração do Instituto Mauá de Tecnologia (IMT), Ricardo Balistiero, acredita que outras empresas também podem deixar o país, pois falta uma política industrial clara e objetiva, além da vulnerabilidade no campo econômico e político.

“A saída da Ford mostra que o Brasil não tem política industrial. As empresas multinacionais têm benefícios fiscais, mas não há multas rescisórias caso queiram ir embora. Portanto, ausência total de política industrial há pelo menos 60 anos. Além disso, mostra desconfiança total das empresas em relação ao nosso cenário político e econômico, pois uma empresa com mais de 100 anos no Brasil não iria embora se houvesse confiança no nosso governo”, diz o economista.

Total 1 Votes
0

Tell us how can we improve this post?

+ = Verify Human or Spambot ?

1 comentário on "Economista alerta que outras multinacionais podem deixar o Brasil"

  1. Regina Ribeiro

    As maiores montadoras do mundo estão enfrentando uma escassez crítica de semicondutores que ameaçam a produção de veículos, justamente no momento em que o setor tenta se recuperar de uma queda nas vendas causada pela pandemia. Volkswagen, Ford, Fiat Chrysler e Nissan estão entre as principais montadoras que sofrem com a escassez global de chips, que são usados em um número crescente de aplicações, incluindo sistemas de assistência ao motorista e controle de navegação. O carro médio tem entre 50 e 150 chips.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *