Duda fica próximo de índice e Fabiana Murer comemora outra vitória no Rio

876 0

Da Redação – Mauro Vinícius da Silva, o Duda, e Fabiana Murer, atletas do Clube BM&FBOVESPA, conquistaram bons resultados na disputa do Super Salto, evento realizado na manhã deste domingo (28/2/2016), no Rio. Fabiana foi a vencedora do salto com vara, com a marca de 4,63 m, e Duda mostrou que está em evolução, ao ficar com a medalha de prata (8,14 m) no salto em distância e a apenas um centímetro do índice olímpico.

Duda está voltando de um longo período de inatividade por causa de uma lesão na cartilagem do joelho esquerdo, sofrida em 2015 e que o levou a uma cirurgia. Mas já conseguiu alcançar a marca de 8 metros na temporada. No sábado, no Torneio FPA realizado em São Bernardo do Campo, saltou 8,02 m. E, no dia seguinte, alcançou os 8,14 m no último dos quatro saltos a que tinha direito, muito perto dos índices que busca na temporada: o olímpico (8,15 m) e do Mundial Indoor de Portland (8,18 m).

O saltador aprovou a “jornada dupla” planejada por ele e seu técnico, Aristides Junqueira. “Foi como acontece nos Mundiais: você salta um dia para a qualificação e no outro é a final. Foi isso que pensamos. Eu esperava saltar acima de 8 metros, e o 8,14 m veio em excelente hora. É uma marca que, no outdoor, eu não alcançava desde 2013. Isso mostra que estou preparado para conseguir os índices. Agora é treinar certinho e não perder essa performance, corrigir o que não foi corrigido. Não foi um salto perfeito, mas eu já gostei.”

O campeão foi o alemão Markus Rehm, atleta paralímpico que alcançou 8,24 m, com o uruguaio Emiliano Lasa em terceiro lugar (7,97 m). No salto em distância feminino, Keila Costa, outra atleta do Clube BM&FBOVESPA, fez sua primeira competição na temporada e ficou com a prata (6,39 m), atrás da americana Funmi Jimoh (6,63m).

Fabiana Murer venceu com 4,63 m, mas fez boas tentativas a 4,73 m e 4,83 m – pelo formato do evento, cada atleta tinha direito a saltar quatro vezes, com cada chance em uma altura diferente. As americanas Katie Nageotte e Demi Payne ficaram empatadas na segunda colocação, com 4,43 m. Além disso, o público pôde acompanhar a prova bem de perto.

“A competição foi muito legal. Tinha muita gente assistindo, todo mundo torcendo. Já fiz outras competições como essa, na rua, mas aqui o pessoal é bem mais animado. Foi bem legal”, disse a saltadora, que sofreu com o calor da manhã carioca. “Estava muito quente, um calor bem forte. Tive de manter a concentração e secar bem a mão na hora de saltar, por causa da cola, e para estar bem firme. Então, o calor cansou bastante. Mas fiz excelentes saltos e fiquei muito contente com a vitória. Tentei saltar 4,83 m, não deu, mas fiquei feliz. Saio daqui contente com a vitória e com os excelentes saltos que eu fiz.” Fabiana fica um curto período no Brasil antes do Mundial Indoor de Portland, que será disputado entre os dias 17 e 20 de março.

No salto com vara masculino, Augusto Dutra, também do Clube de Atletismo BM&FBOVESPA, foi o segundo colocado, com 5,30 m. O vencedor foi o argentino German Chiaraviglio, com 5,50 m. O grego Kostadinos Filippidis, atual campeão mundial indoor, errou as quatro tentativas a que tinha direito.

O Clube de Atletismo BM&FBOVESPA, comprometido com o desenvolvimento do Brasil pelo esporte, tem parceria com Pão de Açúcar, CAIXA, Prefeitura de São Caetano e Nike.

Total 0 Votes
0

Tell us how can we improve this post?

+ = Verify Human or Spambot ?

Nenhum comentário on "Duda fica próximo de índice e Fabiana Murer comemora outra vitória no Rio"

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *