Do inglês ao chinês: dicas para quem quer aprender outro idioma no exterior

820 0

Da Redação – Dominar uma nova língua proporciona além de uma experiência única, um diferencial dentro do mercado de trabalho. E, quem disse que o curso precisa ser focado apenas no inglês? Apesar da maioria dos estudantes procurarem destinos que tenham o idioma como primeira língua, cresce o número de intercambistas que buscam aprender outras línguas, tais como: alemão, espanhol, francês, italiano, mandarim, russo, árabe, hindu e japonês.

Segundo a Associação Brasileira de Organizadores de Viagens Educacionais e Culturais (Belta), 60% do volume de vendas das agências de intercâmbio são de cursos de idiomas a estudantes que, além de frequentar as aulas, buscam uma exposição a situações do dia a dia que o farão desenvolver certas habilidades interculturais.

Para a World Study, a previsão é a procura deste tipo de curso, neste ano, aumentará em torno de 20%. “Os alunos tem se interessado por essa modalidade, pois o inglês já não é mais um diferencial e com a crise econômica, falar um outro idioma e ter vivência intercultural, mesmo que de curta duração, tornaram-se prioridade para que está em busca de um upgrade no currículo”, explica Flávio Dutra, diretor da regional World Study São Bernardo.

“O intercâmbio vai muito além do aprimoramento do idioma, pois é uma ferramenta de preparo para obtermos melhor experiências e conseguirmos uma boa performance neste mundo globalizado. Qual país escolher pode ser uma dúvida para o estudante, porém os profissionais da World Study são preparados para identificar e orientar qual o melhor destino para o aluno”, diz Kelly Souza, diretora regional da World Study São Caetano do Sul.

Confira as dicas da World Study para quem quer aprender um novo idioma no exterior:
·         Tenha foco: Ter boas razões para aprender um novo idioma é um gás para maximizar os resultados. É extremamente importante se manter firme no objetivo, mesmo com as dificuldades encontradas durante o processo de aprendizagem.
·         Busque aprimorar e aprender novas palavras todos os dias
·         Participe de atividades socioculturais: Toda escola de idioma no exterior promove semanalmente uma série de atividades a fim de integrar os alunos – de conhecer atrações turísticas a sair para dançar à noite – atividades estas acompanhadas por um guia, geralmente um professor da própria escola. O objetivo é proporcionar vivências interculturais fora do ambiente de sala de aula e com isso, aprimora-se naturalmente o conhecimento da língua e cultura local de cada país.
·         Ouça com atenção e observe as pessoas falarem: A pronuncia muitas vezes é um ponto de dificuldade dos alunos, afinal as línguas tem bases de letras diferentes, quanto mais contato você tiver com os nativos, melhor. Os sons se tornarão familiares e mesmo que alguma palavra saia com a entonação errada, você aprenderá a pronuncia correta.

Total 0 Votes
0

Tell us how can we improve this post?

+ = Verify Human or Spambot ?

Nenhum comentário on "Do inglês ao chinês: dicas para quem quer aprender outro idioma no exterior"

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *