Diadema discute com MS a campanha de vacinação contra a Covid-19

75 0

Reunião também contou com a participação da Frente Nacional dos Prefeitos

Da Redação – O prefeito de Diadema, José de Filippi Jr, e a secretária municipal da saúde, Rejane Calixto, participaram na quinta-feira (14) de uma videoconferência com o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, técnicos do Ministério da Saúde e Frente Nacional dos Prefeitos (FNP), para discutir novas estratégias para a campanha de vacinação contra a Covid-19.

Na reunião foram abordadas questões como a possibilidade de antecipação do início da campanha nacional de imunização a partir do dia 20. Contudo, para que isso ocorra é necessário que a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) decida sobre a concessão ou não da autorização em caráter emergencial para uso das vacinas produzidas pela farmacêutica AstraZeneca e pelo Instituto Butantan.

O governo informou aos prefeitos que, caso a Anvisa libere o uso emergencial, estariam disponíveis seis milhões de doses da vacina CoronaVac, do Instituto Butantan em parceria com a farmacêutica chinesa Sinovac e está em processo de importação 2 milhões de doses da vacina produzida pelo consórcio da farmacêutica britânica AstraZeneca e da Universidade de Oxford.

A secretária municipal da saúde explica que mesmo sem ter uma data definida nacionalmente para o início da imunização, Diadema já tem estruturado seu Plano Municipal de Vacinação contra a Covid-19. “Nos últimos dias nossa equipe ficou focada em revisar e atualizar o Plano Operativo de Vacinação e podemos afirmar que a cidade está preparada com funcionários, insumos e estruturas físicas definidas”.

Mas a secretária alerta que o processo não depende apenas do munícipio. “Ficamos no aguardo do aval da Anvisa para o uso emergencial das vacinas, independente da origem delas, porque o que importa é garantir logo a vacinação dos nossos trabalhadores e munícipes. E aguardamos também com bastante ansiedade a liberação das doses necessárias para a cidade começar a imunizar os grupos prioritários que inclui na primeira etapa os trabalhadores da saúde e, na sequência, a população acima de 60 anos (iniciando por grupos de pessoas com idade mais avançada). Esperamos que isso aconteça o mais breve possível e que a cidade receba todas as doses que precisa”.

ConecteSUS

Também nesta quinta-feira (14), Diadema esteve representada pela Secretaria de Comunicação em uma reunião virtual solicitada pelo “Grupo de Trabalho Saúde”, do Consórcio Intermunicipal Grande ABC para discutir estratégias conjuntas de divulgação do aplicativo ConecteSUS, ferramenta que poderá será utilizada durante a vacinação contra a Covid-19.

É importante destacar que o uso do aplicativo não será obrigatório ou impeditivo para um usuário ser imunizado contra o novo coronavírus. Entretanto, quem quiser utilizar a ferramenta que permite consultar dados clínicos, como o histórico de vacinação, deve baixar gratuitamente o app nas lojas de aplicativos e realizar um cadastro com login e senha no sistema nacional, por meio do site do governo (https://conectesus-paciente.saude.gov.br

Total 0 Votes
0

Tell us how can we improve this post?

+ = Verify Human or Spambot ?

Nenhum comentário on "Diadema discute com MS a campanha de vacinação contra a Covid-19"

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *