Dia da Consciência Negra é celebrado com programação especial na capital paulista

373 0

Da Redação – Shows, filme, gastronomia, bate-papo, oficinas, jogos, visita temática, poesia e atividades para toda família fazem parte das atrações nas instituições da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo; Museu Afro Brasil, Museu da Casa Brasileira e MIS-SP terão gratuidade na entrada no dia 20/11

O Dia da Consciência Negra é uma data celebrada em homenagem a Zumbi dos Palmares, líder da resistência à escravidão e do Quilombo dos Palmares. A data foi escolhida por coincidir com o dia de sua morte, em 20 de novembro de 1695, e inserida no calendário desde 2011. Para relembrar e mostrar a importância e a necessidade de ampliar os debates e a inclusão social do negro, as instituições da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo prepararam uma programação diversificada, buscando a reflexão, a conscientização e a valorização dos saberes da cultura afro-brasileira na data.

Informações e programação completa estão disponíveis na plataforma SP Estado da Cultura, que reúne eventos de todo o estado – acesse www.estadodacultura.sp.gov.br.

Confira os destaques: No Museu Afro Brasil, haverá uma série de atividades, como a apresentação do grupo musical “Os Escolhidos”, cantores da República Democrática do Congo, às 11h30, e do Mestre Limãozinho e Professora Rose, da banda “Limão Rosa”, às 12h30; Os visitantes poderão participar da visita temática “Resistir para viver: história, memória e arte”, às 15h00, sobre artes e relações raciais. Para participar é necessário chegar com 15 minutos de antecedência. No sábado, a entrada é gratuita; nos outros dias, o ingresso custa R$7,00 (inteira) e R$3,50 (meia).

Também com entrada gratuita na data (20), o Museu da Imagem e do Som – MIS-SP preparou evento para celebrar os 100 anos de samba, que traz um panorama do estilo musical no Brasil desde as primeiras composições até a atualidade, das 18h00 às 19h00. O público também poderá provar pratos típicos da Bahia na Barraca Tabuleiro das Meninase visitar, gratuitamente, todas as exposições em cartaz no Museu, como Frida Kahlo – Suas Fotos, que encerra no próprio dia 20, das 11h00 às 19h00.

Já no Museu da Casa Brasileira, além de gratuidade na entrada, o público poderá conferir na data o show do Grupo Cangarussu, às 11h00, com um repertório variado das músicas brasileira, latina e africana, unindo percussão afro-brasileira, o groove dos sopros de jazz e funk e a gestualidade dos afoxés. Às 13h00, os visitantes conhecerão um pouco da história do livro de fotografias “Cold Hot”, do jornalista Sergio Poroger, sobre sua viagem a rota musical do Sul dos Estados Unidos registrando casas de jazz, blues, country e R&B da região. O evento será acompanhado do som do quarteto Sugar Ray Jazz Club. No sábado, a entrada é gratuita; nos outros dias, o ingresso custa R$7,00 (inteira) e R$3,50 (meia).

No dia 20, a Casa das Rosas terá um encontro especial sobre autoestima, resgate e história, na atividade “Mulheres Negras”, às 15h00, com a escritora Jarid Arraes, autora de cordéis que celebram a memória de Dandara, companheira de Zumbi dos Palmares. Já às 17h00, haverá bate-papo sobre Vivência de Capoeira com os Mestres Griôs: Alcides de Lima, Dorival dos Santos e Paulinho Baraúna, que revelam a importância da capoeira e do samba na construção da cultura brasileira. Entrada gratuita todos os dias.

O Museu do Futebol oferecerá a atividade “Qual é a história”, com contos africanos que mostram um pouco da cultura Afro, com sessões às 14h00 e às 15h30. No sábado, a entrada é gratuita; nos outros dias, o ingresso custa R$9,00 (inteira) e R$4,50 (meia).

Com exibição do curta-metragem Punhos e Leis, que mostra dois ladrões batedores de carteira em disputa de território no Centro de São Paulo, a Casa Guilherme de Almeida debaterá a presença do negro no cinema. O filme tem direção de Tomires Ribeiro, que realizará um bate-papo junto com o cineasta Anderson Jesus, após a exibição do filme, no dia 19, às 15h00. Entrada gratuita todos os dias. No domingo o Museu estará fechado.

Já no Museu da Imigração, no dia 19, às 14h00, haverá o “Sarau Migração Africana” com a participação de grupos de poetas e cantores africanos. No dia 20, os visitantes serão convidados para um piquenique no jardim do Museu, com brincadeiras tradicionais como pés-de-lata, bambolê, peteca e vai-e-vem a partir das 10h00, desenvolvidas pela Casa do Brincar. Às 11h00, acontece o “Música para Brincar”, que proporciona ao público uma vivência musical em família, por meio de jogos promovidos por um professor de música. Durante a parte da tarde, terá o curso de construção de instrumentos às 14h30 e danças típicas a partir das 16h30. No sábado, a entrada é gratuita; nos outros dias, o ingresso custa R$6,00 (inteira) e R$3,00 (meia).

No Museu de Arte Sacra de São Paulo, às 14h00, do dia 20, haverá visita temática para debater o protagonismo das irmandades negras nas festas religiosas realizadas no período colonial e sua visibilidade no acervo e na cidade. Ao término da visita, será realizada uma oficina para a construção das famosas bandeiras estandartes. No sábado, a entrada é gratuita; nos outros dias, o ingresso custa R$6,00 (inteira) e R$3,00 (meia).

Para celebrar a cultura Afro, a Pinacoteca de São Paulo elaborou uma programação especial no mês de novembro. No dia 19, das 15h00 às 17h00, haverá o encontro “(Re)pensando o conceito de arte afro-brasileiro hoje”, com a professora Marta Heloisa Leuba Salum e Roberto Conduru. Já no dia 26, o bate-papo será sobre “Arte afro-brasileira na Pinacoteca”, das 15h00 às 17h00, mediada por Juliana Ribeiro da Silva Bevilacqua, pesquisadora do Museu. No sábado, a entrada é gratuita; nos outros dias, o ingresso custa R$6,00 (inteira) e R$3,00 (meia).

O Memorial da Resistência  realizará, no dia 19, mais uma edição do Sábado Resistente, projeto realizado em parceria com o Núcleo de Preservação da Memória Política. O evento acontece às 14h00 e terá mesa redonda com participação do escritor Laurent de Saes, do ator Marcos Lemes e da socióloga Angelita Garcias, que irão discutir sobre “Consciência e Resistência Negra: escravidão e o movimento negro”. Entrada gratuita todos os dias.

A Biblioteca de São Paulo promoverá no dia 20, das 16h30 às 18h00, a Batalha de Poesias – Especial Consciência Negra, com o grupo Slam da Guilhermina. O evento reúne pessoas para celebrar a palavra de forma lúdica, por meio de poesias. Para competir, o participante deverá ter três textos autorais, que não ultrapassem três minutos, sem acompanhamento musical e figurinos. Os concorrentes serão avaliados por cinco jurados escolhidos no local. Não é necessário se inscrever e para participar, basta comparecer ao local com 30 minutos de antecedência.

As Fábricas de Cultura oferecem diversas atividades para homenagear a data, todas gratuitas e abertas ao público. No dia 18, a Fábrica de Cidade Tiradentes oferece uma roda de conversa sobre Zumbi dos Palmares, com uma abordagem sobre o papel dos quilombos no combate à escravidão no país, às 10h30. No dia seguinte, a unidade do Itaim Paulista realiza uma contação de história sobre o Negrinho do Pastoreio, às 15h00. Já no dia 20, a Fábrica de Cultura de Vila Nova Cachoeirinha promove o Concurso Musa Afro da Zona Norte 2016, com show da banda Moun Oah, que traz um misto de rock, salsa, samba, maloya, zouk e reggae para o público. A programação acontece a partir das 15h00. Todas as atividades das Fábricas são gratuitas e abertas ao público.

Serviço – Museu Afro Brasil (Av. Pedro Álvares Cabral, s/n – Parque Ibirapuera – Portão 10 (acesso pelo portão 3) – São Paulo) Telefone (11) 3320-8900 – www.museuafrobrasil.org.br Horário de funcionamento de terça-feira a domingo, das 10h às 17h, com permanência até às 18hs.

Museu da Imagem e do Som (MIS-SP) Endereço: Avenida Europa, 158, Jardim Europa, São Paulo Telefone: (11) 2117 4777 – www.mis-sp.org.br Horários de funcionamento geral: terças a sábados, das 12h às 21h; domingos e feriados, das 11h às 20h

Museu da Casa Brasileira Endereço: Av. Brg. Faria Lima, 2705 – Jardim Paulistano, São Paulo – SP, 01451-000 Telefone:(11) 3032-3727 –  http://www.mcb.org.br/ Horário de funcionamento de terça-feira a domingo, das 10h às 18h

Casa das Rosas – Espaço Haroldo de Campos de Poesia e Literatura Endereço: Av. Paulista, 37 – próximo à Estação Brigadeiro do Metrô, São Paulo – SP
Telefone (11) 3285-6986 / (11) 3288-9447 – www.casadasrosas.org.br Horário de funcionamento: de terça-feira a sábado, das 10h às 22h; Domingos e feriados, das 10h às 18h. Entrada gratuita.

Casa Guilherme de Almeida – Endereço: Rua Macapá, 187, Pacaembu , São Paulo – SP (11) 3673-1883 / 3672-1391 – www.casaguilhermedealmeida.org.br
Horário de funcionamento de terça a domingo, das 10h às 18h. Entrada gratuita.

Museu do Futebol – Endereço: Praça Charles Miller, s/nº – Estádio Paulo Machado de Carvalho – Pacaembu – São Paulo-SP Telefone (11) 3664-3848 – www.museudofutebol.org.br Funcionamento: terça a sexta-feira, das 9h às 17h (Bilheteria até às 16h). Sábados, domingos e feriados das 10h às 18h (bilheteria até às 17h)

Museu da Imigração Endereço: Rua Visconde de Parnaíba, 1316, no bairro da Mooca, em São Paulo. Telefone (11) 2692-1866 – www.museudaimigracao.org.br
O horário de funcionamento é de terça a sábado, das 9h às 17h, e aos domingos e feriados das 10h às 17h.

Museu de Arte Sacra de São Paulo Endereço: Avenida Tiradentes, 676 – Luz, São Paulo – SP Telefone (11) 3326.3336 –  www.museuartesacra.org.br
De terça a domingo, das 9h às 17h

Pinacoteca do Estado de São Paulo – Endereço: Praça da Luz, 02 – Luz, São Paulo – SP Telefone: (11) 3324-1000 – www.pinacoteca.org.br Quarta a segunda das 10h às 17h30 (com permanência até às 18h)

Memorial da Resistência de São Paulo Endereço: Largo General Osório, 66 – Luz – Auditório Vitae – 5º andar Telefone: (011) 3335-4990/ faleconosco@memorialdaresistenciasp.org.br Aberto de quarta a segunda (fechado às terças), das 10 às 18h.

Biblioteca de São Paulo – Parque da Juventude Endereço: Avenida Cruzeiro do Sul, 2.630 – Estação Carandiru do Metrô – Linha Azul Telefone: (11) 2089-0800 – www.bsp.org.br Aberta de terça a domingo, das 9h30 às 18h30.

Biblioteca Parque Villa-Lobos – Endereço: Avenida Queiróz Filho, 1.205, Alto de Pinheiros. Telefone: (11) 3024-2500 – www.bvl.org.br De terça a domingo, das 9h30 às 18h30

Fábrica de Cultura de Itaim Paulista Endereço: Rua Estudantes da China, nº 500 Horário de funcionamento: De terça a sábado, das 9h00 às 21h00 e aos domingos das 9h00 às 17h00 Telefone: (11) 2025-1991 / www.fabricasdecultura.sp.gov.br

Fábrica de Cultura Cidade Tiradentes Endereço: Rua Henriqueta Noguez Brieba, 281 Horário de funcionamento: De terça a sábado, das 9h00 às 21h00 e aos domingos das 9h00 às 17h00 Telefone: (11) 2556-3624 / www.fabricasdecultura.sp.gov.br

Fábrica de Cultura Vila Nova Cachoeirinha Endereço: Rua Franklin do Amaral, 1575 Horário de funcionamento: De terça a sexta, das 9h00 às 20h00. Sábados e domingos de acordo com a programação. Telefone: (11) 2233-9270 / www.fabricasdecultura.sp.gov.br

Total 0 Votes
0

Tell us how can we improve this post?

+ = Verify Human or Spambot ?

Nenhum comentário on "Dia da Consciência Negra é celebrado com programação especial na capital paulista"

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *