Di Grassi volta a vencer e assume vice-liderança da F-E na Alemanha

175 0

Com um desempenho dominante, Lucas entra embalado na fase final do Mundial

Da Redação – Lucas Di Grassi foi o vencedor neste sábado (25) do e-Prix de Berlim, válido pela décima etapa do Campeonato Mundial de Fórmula E, torneio que agora entra em sua reta final, restando apenas mais dois eventos: uma corrida no e-Prix de Berna (Suíça) e duas em Nova Iorque (EUA), já que este último evento será no formato rodada dupla.

Como o próprio brasileiro previu antes da prova, a corrida de Berlim iniciou a seleção dos pilotos que devem terminar o ano em condição de brigar pelo título. Daí seu grande empenho em vencer esta prova. Agora, Di Grassi pulou do quinto para o segundo lugar na classificação do Mundial, somando 96 pontos contra 102 do líder Jean-Éric Vergne (França, equipe Techeetah), que terminou em terceiro neste sábado.

Em sua campanha para coletar o máximo de pontos possíveis, Lucas também cravou a melhor volta da corrida, que concede um ponto extra. A façanha do campeão de 2017 foi também importante para a equipe Audi, que tem sua sede na Alemanha, além dos demais patrocinadores do time: a desenvolvedora de modelos esportivos ABT e a indústria de autopeças Schaeffler, empresas alemãs que patrocinam o time defendido por Di Grassi.

Para completar, a etapa de Berlim foi patrocinada por uma empresa brasileira que vem se destacando no cenário internacional – a mineradora CBMM, maior exportadora mundial de aço-nióbio – que também apoia o piloto durante a temporada. Coincidentemente, a primeira vitória de Lucas em 2019, no México, em uma chegada espetacular que entrou para a história da F-E, também tinha patrocínio da CBMM.

Ritmo dominante – Lucas largou em terceiro e já na sétima volta tomava a ponta do suíço Sébastien Buemi (Nissan e-DAMS). A partir dessa ultrapassagem, Di Grassi impôs um ritmo dominante e não mais foi ameaçado pelos rivais. “Quando conseguimos o terceiro tempo no grid de largada, de manhã antes da corrida, eu já senti que tínhamos potencial para brigar pela vitória”, comentou Di Grassi. “Eu já estava confiante antes mesmo do primeiro treino de sexta-feira, pois o nosso retrospecto aqui em Berlim é forte: dois segundos e dois terceiros lugares, e agora uma vitória. Eu fico especialmente feliz por dar este presente para a nossa equipe aqui na Alemanha, por que isso é importante para eles, como seria para mim vencer no Brasil. E ofereço essa vitória também ao público de diversos países que tem me apoiado, inclusive votando em mim no fan boost. Obrigado demais a todos vocês!”, completou Di Grassi.

Com a vitória de hoje, Lucas chega a dez vitórias na Fórmula E, com um total de 30 pódios – ou 54,5% dos pódios da categoria, um índice impressionante em um campeonato tão competitivo em todas as temporadas. “Estou muito feliz por estar agora no segundo lugar do campeonato de 2019, que tem sido espetacular. Isso só prova que nossa equipe continua trabalhando com seriedade e é assim que vamos fazer até a bandeirada final, em Nova Iorque. É bom ver que o nosso trabalho tem sido acertado – e essa percepção motiva a todos nós. Mas a briga ainda não terminou. Vamos brigar até o fim”.

Próxima etapa – Di Grassi e Vergne são os únicos pilotos com duas vitórias até o momento. Em dez corridas, a Fórmula E teve em 2019 oito vencedores diferentes. Próximo desafio do calendário, o e-Prix de Berna, na Suíça, será disputado no dia 22 de junho. Em 2018, Lucas tornou-se o primeiro piloto a vencer uma corrida naquele país desde o histórico banimento do automobilismo na Suíça, em 1954.

Classificação após dez etapas: 1) Jean-Éric Vergne (França, DS Techeetah), 102; 2) Lucas Di Grassi (Brasil, Audi Sport ABT Schaeffler), 96; 3) André Lotterer (Alemanha, DS Techeetah), 86; 4) António Félix da Costa (Portugal, BMW Andretti), 82; 5) Robin Frijns (Holanda, Envision Virgin Racing), 81; 6) Mitch Evans (Nova Zelândia, Panasonic Jaguar), 69; 7) Daniel Abt (Alemanha, Audi Sport ABT Schaeffler), 67; 8) Jérôme D’Ambrosio (Bélgica, Mahindra Racing), 65; 9) Oliver Rowland (Inglaterra, Nissan e-DAMS), 63; 10) Sébastien Buemi (Suíça, Nissan e-DAMS), 61.

Total 0 Votes
0

Tell us how can we improve this post?

+ = Verify Human or Spambot ?

Nenhum comentário on "Di Grassi volta a vencer e assume vice-liderança da F-E na Alemanha"

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *