De olho na América. E no emprego também.

579 0

* Márcio Trevisan

Papo de Esporte – Na próxima quinta-feira, último dia de fevereiro, o técnico Tite fará a primeira convocação da Seleção Brasileira neste ano. A chamada será apenas para dois amistosos contra seleções fraquíssimas e pessimamente colocadas no ranking da FIFA – Panamá (76º), em 23.03, na cidade do Porto/POR, e República Tcheca (46ª), no dia 26.03, em Praga/RTC.

Mas esta convocação ganha uma enorme importância porque será a última antes da lista final para a Copa América. Ou seja: ela certamente será composta por quase todos os jogadores que a disputarão.

E por que um torneio continental sem maiores atrativos pode ter tanta relevância assim? Por uma razão muito simples, amigo torcedor: a competição que acontecerá em nosso País será a última chance para Tite convencer àqueles que nele ainda acreditam que mantê-lo no comando do selecionado nacional após a pífia campanha na Rússia não foi um erro grotesco da CBF.

Ainda que o futuro presidente da entidade, Rogério Caboclo, que assumirá o comando em abril, tenha adiantado a permanência do treinador independentemente do que acontecer no campeonato sul-americano, todo mundo que entende um mínimo de futebol sabe que não é bem assim.

Aliás, Tite também sabe. Por isso, qualquer desempenho diferente de, no mínimo, a presença brasileira na finalíssima certamente causará sua demissão, já que nem a torcida e até mesmo a Imprensa, em sua maioria apaixonada pelo técnico, abrirão mão de severas críticas. A pressão será enorme, pois não faltam nomes para substituí-lo.

E se isso acontecer, o treinador nem poderá reclamar. Afinal, como ele mesmo diz, tudo é sempre uma questão de “meritocracia”.

Curtinhas

Ponte é Ponte… – O TJD da CBF anulou a derrota da Ponte Preta/SP para o Aparecidense/GO, pela Copa do Brasil, porque ficou evidente a interferência externa imposta ao árbitro quando da anulação (correta, por sinal) do gol de empate da Macaca, já no finalzinho do jogo. Com isso, ambas as equipes terão de se enfrentar novamente e o time paulista de novo jogará pelo empate.

…Corinthians é Corinthians – Foi exatamente a mesma situação que ocorreu na finalíssima do Paulistão de 2018, quando o Palmeiras provou que a arbitragem voltou atrás (também de forma correta) na marcação de um pênalti após ser avisada por terceiros. Mas, naquele caso, tanto os tribunais da FPF quanto da CBF e até mesmo o STJD preferiram fazer de conta que não viram o que o mundo viu e mantiveram o resultado. É que é muito fácil anular uma derrota ponte-pretana; difícil é ter peito para anular uma vitória corintiana…

Ele fica – O Palmeiras bem que tentou, até chegou a se acertar com um clube chinês, mas de última hora o centroavante Deyverson preferiu abrir mão dos milhões que ganharia do outro lado do mundo a anunciou que permanecerá no clube. O Verdão tentou se livrar do jogador após a cusparada no rosto do corintiano Richard, ocorrida no clássico de 02.02 último, mas, com aval de Felipão, decidiu dar mais uma chance, dentre tantas que já deu, ao desmiolado jogador. Como se vê, não se fazem mais Palmeiras como antigamente…

Parece que vem mais queda por aí – Ao que tudo indica, a sucessão de rebaixamentos da Portuguesa Desp. não chegou ao fim. Neste domingo, mesmo jogando no Canindé, a Lusa conseguiu perder por 3 a 2 para o Penapolense, um dos piores times da Série A-2 do Paulistão. Com o resultado, o time ocupa agora a última colocação na tabela, com apenas 5 pontos, em 27 disputados, e é a mais forte candidata à queda para a Terceira Divisão estadual em 2020. Isso só não acontecerá se o novo treinador, Paulo Roberto Santos, conseguir reerguer a equipe nos últimos seis jogos que lhe restam.

Bom Carnaval pra vocês! – Informo a todos que, devido ao feriado de Carnaval, esta coluna não será atualizada na próxima semana. Voltaremos a nos falar a partir de 11.03. Até lá, amigos leitores!

Total 2 Votes
0

Tell us how can we improve this post?

+ = Verify Human or Spambot ?

Nenhum comentário on "De olho na América. E no emprego também."

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *