Cuidado ao falar para não atropelar a Nossa Língua Portuguesa

440 0

* Osmar Junqueira Lima – Entrando numa livraria, no Conjunto Nacional, para retirar uma encomenda, ao apresentar o comprovante de pagamento, o atendente consulta o computador e informa que a mercadoria ‘não tinha chego’.

O atendente esqueceu-se de que o verbo chegar tem formas nominais, infinitivo chegar, gerúndio chegando e particípio chegado. Quando se usa uma locução verbal, emprega-se o verbo auxiliar mais o particípio do verbo auxiliado.

Portanto, o atendente deveria dizer corretamente: ‘A mercadoria não tinha chegado’. A forma chego é indicativo presente, eu chego, tu chegas, ele chega, nós chegamos, vós chegais, eles chegam. Diga, sempre, havia chegado, tinha chegado.

Outro falante disse: ‘Namoro com uma menina bacana’. O verbo namorar é transitivo direto, não admite preposição, o falante deveria ter dito, corretamente, ‘Namoro uma menina bacana’.

Até a próxima.

* Osmar Junqueira Lima é professor de Português (Literatura e Letras Modernas), ex-coordenador do Curso Objetivo e um dos fundadores da Unidade de Santo André do Objetivo e editorialista do site CliqueABC. Contato com o colunista pelo e-mail professor.osmar.junqueira@gmail.com

Total 2 Votes
0

Tell us how can we improve this post?

+ = Verify Human or Spambot ?

Nenhum comentário on "Cuidado ao falar para não atropelar a Nossa Língua Portuguesa"

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *