Corte de carros oficiais em SA gera economia de R$ 3 mi

741 0

As coisas passam, e o melhor que fazemos é deixar que realmente possam ir…

Luiz A. Gaspareto.

Corte de carros oficiais em Santo André gera economia de R$ 3 mi para a cidade

Dentro do choque de gestão da atual administração e para equacionar as finanças do município, o prefeito Paulo Serra anunciou nesta sexta-feira, 27, na garagem da Secretaria de Mobilidade Urbana, Obras e Serviços Públicos, no Jardim Las Vegas, que fará o leilão, por enquanto, de 141 carros oficiais, incluindo os que atendiam o prefeito e vice-prefeito. A medida não afetará os veículos operacionais, como os da Guarda Civil Municipal e Departamento de Engenharia de Tráfego, por exemplo. A expectativa é arrecadar R$ 1 milhão com o leilão e gerar uma economia de R$ 3 milhões aos cofres públicos com a medida. O prefeito Paulo Serra reforça que os veículos que têm características de atender o secretariado, prefeito e vice deixam de existir. “Nem prefeito, nem vice, nem secretários, diretoria e gabinete terão carro oficial à sua disposição”, pontua. A expectativa da Administração é de que nos próximos dias seja publicada um edital de concorrência para contratação de um leiloeiro e em até 60 dias realizar a venda. Dentre os veículos que serão disponibilizados, existem carregadeira de pneus, retroescavadeira e tratores. A idade média destes veículos, segundo apurou a Administração é de 22,3 anos. Já dos automóveis é de 8,9 anos. “Estamos com uma situação delicada que exige a nossa atenção. Uma frota velha e sucateada não pode continuar a rodar pelas ruas ou simplesmente ficar parada nesta garagem”, finalizou o prefeito.

Frase:

Vivemos uma nova realidade, onde precisamos enxugar a máquina para recuperar a saúde financeira do município

Paulo Serra, prefeito de Santo André, ao comentar a sua decisão de cortar carros oficiais e promover um leilão para ser investido na modernização da frota da Guarda Civil Municipal

Frase:

Estou na condição de presidente. Para levantar o recesso, falei com os 18 vereadores. Quero construir uma agenda com o prefeito, onde ele receba os vereadores e juntos possamos discutir melhorias para a cidade

Pio Mielo, presidente da Câmara de São Caetano, ao comentar o levantamento do recesso para votação de um projeto do Executivo e também sobre a relação entre os vereadores e o prefeito

Pio Mielo aposta no diálogo para conduzir a Câmara de São Caetano

“O nosso papel é o do diálogo”. Essa foi uma das inúmeras colocações que o presidente da Câmara Municipal de São Caetano, vereador Professor Pio Mielo, fez em entrevista concedida para a imprensa na última quinta-feira, 26, após a sessão extraordinária que regulamentou postos de combustíveis próximos às escolas. Entre os diversos assuntos abordados, o presidente falou sobre seus primeiros dias comandando a Casa, seus projetos para o Legislativo, o levante do recesso e questões referentes à situação política da cidade. Pio Mielo vê como um ato histórico para a presidência a realização de sessões extraordinárias antes dos trabalhos parlamentares começarem oficialmente – a Câmara de São Caetano retorna às sessões ordinárias na primeira terça-feira de fevereiro, dia 7. “Eu não me recordo de se ter levantado o recesso em um passado recente”, disse. Sobre a votação do projeto, lembrando que o presidente só vota em caso de empate, Pio disse que se estivesse do outro lado da bancada votaria favorável à abertura da escola, ou seja, aprovaria a adequação na legislação. “Foi nos apresentado uma série de documentos atestando a viabilidade da escola. Fomos in loco. É uma escola ventilada, iluminada, que comporta as crianças. Como professor eu me sentiria seguro em lecionar nesta escola. Como pai, eu me sinto seguro em colocar o meu filho nesta escola, neste momento”, afirmou. O presidente frisou que em nenhum momento quem votou favorável a este projeto, votará a favor de outros. “Se for benéfico para a população, votaremos favorável. Se for algo que não atenda ao interesse de todos, não aprovaremos ou emendaremos”, ressalvou. Questionado sobre o contingenciamento anunciado pela Prefeitura, o presidente colocou que será preciso fazer uma adequação ao orçamento da Casa, já que o contingenciamento acaba afetando também a Câmara. “Sendo da área financeira, eu gosto de cortar gastos”, finalizou.


CHUMBO GROSSO

JÚNIOR OROSCO DEIXA O TIME EM MAUÁ

  • Em uma nota para lá de econômica, a Prefeitura de Mauá informa que o secretário de Obras, José Carlos Orosco Júnior, entregou pedido de exoneração ao prefeito Atila Jacomussi nesta sexta-feira (27) alegando motivos particulares. A solicitação foi acatada pelo chefe do Executivo.

FBEAPÁ GRAMATICAL 1

  • Dias desses, num desses muitos grupos criados para se discutir a política regional, a conhecida e tarimbada jornalista Lola Nicolas Olmos, com brilhantes passagens pelo jornal Diário do Grande ABC e por outros órgãos da imprensa paulista, fez uma postagem onde critica os textos medonhos e cheios de erros que estão nos releases das assessorias de imprensa das novas administrações no Grande ABC. Em um primeiro momento, achei que Lola estava superlativizando os erros em um ou outro texto, e que, na média, à exceção de um ou outro release, os textos estavam de bom tom, com alguns erros, mas nada desesperador, e que caberia aos profissionais das redações editar, corrigir ou mesmo substituir expressões para levar a informação e texto corretos aos leitores. Mas um mês depois me rendo à observação da jornalista. Nem são todos, mas a grande maioria dos redatores anda pisoteando a gramática, em um verdadeiro FBEAPÁ gramatical…

FBEAPÁ GRAMATICAL 2

  • O termo FBEAPÁ (Festival de Basteiras que Assola o País) foi criado pelo cronista, radialista e compositor Sérgio Porto, que usava o pseudônimo Stanislaw Ponte Preta. O FBEAPÁ tinha como característica simular as notas jornalísticas, parecendo noticiário sério. Era uma forma de criticar a repressão militar já presente nos primeiros Atos Institucionais. Mas nos casos de alguns releases, a solução parece ser mesmo o encaminhamento do redator de volta aos bancos escolares…

ARRUMANDO PLACAS DE SINALIZAÇÃO 1

  • Em sequência aos serviços de manutenção dos equipamentos de trânsito, a Prefeitura de São Bernardo, por meio da Secretaria de Transportes e Vias Públicas, concluiu, em duas madrugadas, a conservação de 180 placas de sinalização, na Rua Marechal Deodoro, no Centro. A principal finalidade das atividades é a manutenção dos equipamentos de trânsito, além de evitar a degradação dos mesmos. O serviço previne gastos desnecessários com trocas de placas que futuramente tendem a ficar deterioradas quando não há manutenção periódica. A limpeza teve início na noite de quarta-feira (25) e se desdobrou durante duas madrugadas, finalizando os serviços nessa sexta-feira.

ARRUMANDO PLACAS DE SINALIZAÇÃO 2

  • Durante os trabalhos, quatro funcionários fizeram a limpeza e o realinhamentos de placas, endireitando as retorcidas e recolocando as necessárias. As trocas das placas que estão degradadas e com desgastes serão feitas gradativamente e atingirá outros bairros.

São Bernardo quer transformar o Parque Estoril em expoente do Turismo

A Prefeitura de São Bernardo vai iniciar uma ampla discussão para transformar o Parque Natural do Estoril, localizado na Rua Portugal, nº 1.100, no Riacho Grande, em um dos expoentes do turismo da cidade. O plano passará por complexo debate na administração, que busca valorizar mais todo o complexo, buscando fomentação econômica e divulgação. A iniciativa, entretanto, terá como prioridade também o foco na gestão ambiental. As futuras mudanças foram anunciadas na manhã deste sábado (28/01) pelo prefeito Orlando Morando, que juntamente com o secretário de Gestão Ambiental, Dr. Mario de Abreu, realizaram vistoria por todo o espaço, que recebe mensalmente cerca de 15 mil pessoas. O Parque conta com teleférico, pedalinho, stand up paddle e caiaques, trilhas para caminhada, viveiro escola, jardim sensorial, área de piquenique, área de banho, estacionamento, lanchonetes, museu de arte ao ar livre e são frequentes as atividades de educação ambiental. Além disso, abriga o Zoológico Municipal. “Trata-se de um excelente espaço saudável e com atrativos. Porém, analiso que tem um potencial de conseguir mais conquistas e representatividade. A frequência do público pode ser maior do que essa atual (15 mil por mês). Basta focarmos em propostas de rever as atrações, fomentar. Vamos dar prioridade, mas o importante é salientar que o trabalho ambiental será também extremamente valorizado. O turismo deve ser aumentado, mas com o respeito ao meio ambiente”, pontuou Morando, destacando estreitamento do elo das Pastas de Gestão Ambiental e Desenvolvimento Econômico e Turismo, que é chefiada por Hiroyuki Minami, em assuntos relacionados ao Parque Estoril.

Total 0 Votes
0

Tell us how can we improve this post?

+ = Verify Human or Spambot ?

Nenhum comentário on "Corte de carros oficiais em SA gera economia de R$ 3 mi"

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *