Coronel Nivaldo Cesar Restivo será o novo comandante da Polícia Militar

1308 0

Da Redação – Com longa experiência na Polícia Militar, o coronel Nivaldo Cesar Restivo, de 51 anos, se destaca por sua experiência e disciplina. Desde julho de 2014 no comando da tropa de Choque, o comandante também já esteve à frente do patrulhamento da zona sul da Capital e do Policiamento de Trânsito (CPTran), além de diversas unidades especializadas.

A mudança foi anunciada pelo governador Geraldo Alckmin e pelo secretário da Segurança Pública, Mágino Alves Barbosa Filho, na manhã desta sexta-feira (24). Nivaldo assume o Comando-Geral da PM no lugar do coronel Ricardo Gambaroni, que estava à frente da corporação desde janeiro de 2015. “O coronel Nivaldo é um homem que dedicou a vida inteira à Polícia Militar, um estrategista com grande experiência e trabalho na área operacional da PM. Tenho certeza que, com uma boa equipe, dará continuidade ao trabalho do coronel Gambaroni e trará inovações para a segurança de São Paulo”, disse o governador durante o anúncio.

Nivaldo ingressou na Academia da Polícia Militar do Barro Branco (APMBB) em 1982. Em fevereiro de 2013, quando chefiava as Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar (Rota), foi promovido ao posto de coronel pelo governador Geraldo Alckmin. Além do 1º Batalhão de Choque (Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar – Rota), o novo comandante-geral da PM já liderou o Grupo de Ações Táticas Especiais (Gate) e o Comandos e Operações Especiais (COE), subordinados ao 4º Batalhão de Choque.

O oficial conta, ainda, com passagens pelo policiamento de parte da região central e pelos 2º e 3º Batalhões de Policiamento de Choque (BPChq), Corregedoria da PM e Assessoria Policial Militar da Secretaria da Segurança Pública (SSP). O coronel é tido pelos subordinados como um comandante diligente, justo e de linha operacional, além de calmo e bem humorado quando fora de missão. Ao longo da carreira, Nivaldo foi agraciado com a “Láurea de Mérito Pessoal” em 1º grau e condecorado com 42 medalhas. Entre outros cursos, o novo comandante-geral da PM formou-se em policiamento de eventos, instrutor de tiro e segurança de autoridades.

Como subcomandante da Polícia Militar, no lugar do coronel Francisco Alberto Aires Mesquita, fica o coronel Mauro Cezar dos Santos Ricciarelli, que até então comandava o Policiamento Rodoviário.

Coronel Mauro Ricciarelli, de 51 anos, ingressou na corporação em fevereiro de 1982. O oficial tornou-se comandante do Policiamento Rodoviário em 2014. Ao longo de sua trajetória, também esteve à frente do 40º Batalhão de Polícia Militar Metropolitano (BPM/M) em São Bernardo do Campo e do Comando de Policiamento de Área Metropolitana 6 (CPA/M-6), no ABC. O coronel possui 48 condecorações, entre elas a Láurea do Mérito Pessoal em Primeiro Grau e 47 medalhas.

Aviador nato – “Nossa Polícia Militar é formada por heróis do dia a dia, anônimos, heróis que nós conhecemos de longa data. O coronel Gambaroni é um desses heróis, é extraordinário comandante-geral, um homem que eu e a sociedade de São Paulo devemos muito”, falou o secretário da Segurança sobre a troca de comando. “Enquanto integrante da corporação mostrou amor à causa pública, dedicação ao serviço público, como é muito raro de se ver em qualquer grupo. Gambaroni não é um homem comum, é um homem que fez e faz no dia a dia uma linda história na PM”, completou Mágino.

O coronel Ricardo Gambaroni, que deixa o comando da maior Polícia Militar do país, estava à frente da tropa desde janeiro de 2015. Gambaroni ingressou na corporação em 1981, sendo promovido a coronel em 2012. Além de graduações em Direito, Educação Física, Ciências Policiais e Liderança e Gestão de Polícia, o comandante possui vasto currículo em aviação policial.

Habilitado pela PM como piloto de aviões e helicópteros, Gambaroni possui especialização pela Escola Internacional de Aviação Policial da Inglaterra. Um apaixonado pelos “ares”, não era raro ver o então comandante-geral conduzindo o próprio helicóptero. Sua paixão o levou a seguir carreira no Grupamento de Radiopatrulha Aérea (GRPae), onde passou grande parte de sua carreia na polícia.

Além dos Águias, o coronel atuou no Comando de Policiamento da Área em Osasco (CPA/M-8), Comando de Policiamento Metropolitano (CPM), 2º Batalhão de Choque (2º BPChq), 6º Batalhão do Interior (6º BPM/I), 2º Grupamento de Bombeiros (2º GB) e nos antigos Batalhão de Guarda dos Palácios (atual Divisão de Segurança Física da Casa Militar) e Divisão de Tecnologia de Emergências (atual Escola Superior de Bombeiros).

Gambaroni também é o presidente regional do sudeste do Conselho Nacional dos Comandantes-gerais das Polícias e Corpos de Bombeiros Militares (CNCG-PM/CBM).

Total 1 Votes
1

Tell us how can we improve this post?

+ = Verify Human or Spambot ?

Nenhum comentário on "Coronel Nivaldo Cesar Restivo será o novo comandante da Polícia Militar"

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *