Corais da USP trazem nostalgia dos bailes e a sonoridade do Bixiga

162 0

Com um variado repertório, o CORALUSP é detentor de cinco prêmios da Associação Paulista de Críticos de Artes e se apresenta com entrada franca

Da Redação – No próximo sábado, 30 de novembro, às 16h30, o Programa Tardes Musicais da Casa-Museu Ema Klabin finaliza as apresentações de 2019 com um concerto com regência de Mauro Aulicino. Os grupos Yayá e Lapa, (CORALUSP) se apresentam com entrada franca.

O grupo Lapa (Coralusp) relembra os bailes nostalgia, eventos tradicionais em São Paulo e todo o Brasil. Com repertório de black music brasileira formado por canções de compositores e intérpretes dos anos 70 e 80 como Tim Maia, Jorge Ben Jor, Wilson Simonal, Genival Cassiano, Hyldon, Di Melo, Gerson King Combo, Sandra de Sá, Djavan, Gilberto Gil, entre outros.

E o Grupo Yayá (CORALUSP) dá continuidade ao projeto Bixiga, que tem por objetivo a investigação e a montagem de um repertório coral apresentando o ambiente sonoro do bairro e seu entorno através de peças originais para coro e arranjos vocais.

Visite as exposições:

A Casa-Museu Ema Klabin promove até o dia 15 de dezembro, de quarta a domingo, das 14h às 18h, as Exposições “Retratos de Ema Klabin”, com curadoria do arquiteto Paulo Costa e a série Intervalo Contemporâneo, com a escultura “Lustre”, do artista plástico Marcos Amaro.

Na exposição “Retratos de Ema Klabin”, o público poderá conferir em destaque, na entrada do espaço cultural, obras que retratam a mecenas e colecionadora que deixou como legado o Museu que leva seu nome e é um dos grandes pontos turísticos de São Paulo.

O público poderá ainda apreciar a série Intervalo Contemporâneo, que traz obra do artista Marcos Amaro.  A escultura Lustre, produzida no Brasil logo que o artista regressou de uma temporada na Bélgica, faz parte da série “Diálogos com Meu Pai”, na qual Amaro se aproxima novamente de objetos de caráter fraterno, lançando a eles um novo sentido. O artista é filho do ex-presidente da TAM Linhas Aéreas, Rolim Amaro (1942-2001).

Além dessas exposições, é possível conhecer o acervo permanente da Casa-Museu que abriga mais de 1500 obras, entre pinturas do russo Marc Chagall e do holandês Frans Post, talhas do mineiro Mestre Valentim, mobiliário, peças arqueológicas e artes decorativas.

Serviço – Tardes Musicais: Coral da Usp – Grupo Dona Yayá e Lapa, neste sábado (30 de novembro), 16h30- Grátis- Livre- 150 lugares. Visita livre ao museu: De quarta a domingo, das 14h às 17h – Grátis aos finais de semana. Fundação Ema Klabin – Rua Portugal, 43, Jardim Europa – São Paulo.  Tel: 55 11 3897-3232        

Total 0 Votes
0

Tell us how can we improve this post?

+ = Verify Human or Spambot ?

Nenhum comentário on "Corais da USP trazem nostalgia dos bailes e a sonoridade do Bixiga"

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *