Contato com animais ajuda na socialização de pacientes do Caps em SBC

427 0

Da Redação – Preparar a alimentação dos animais do Zoológico Municipal da Prefeitura de São Bernardo. Entrar no habitat, servir a comida e até tocar alguns deles. Essas são algumas das atividades desenvolvidas ao longo da oficina ‘Bicho Solto’, oferecida para pacientes dos Centros de Atendimento Psicossocial (Caps) Infantojuvenil e Álcool e Drogas.

Em funcionamento desde novembro, a oficina, uma parceria entre as secretarias de Saúde, Gestão Ambiental e Segurança Urbana, ocorre sempre às terças-feiras, das 9h às 11h, e é uma extensão do ‘Remando para a Vida’, programa que atende os pacientes às sextas-feiras, com atividades nas margens da Represa Billings, no Parque Natural Municipal Estoril.

Um dos participantes do ‘Bicho Solto’ é Vinicius Turossi, 17, que tem autismo e em sua primeira visita ao Zoo, em novembro do ano passado, não quis entrar no local. O pai, Sérgio Roberto Turossi, lembra que foi difícil convencer o filho a se acostumar com o local e participar da atividade. “Agora ele fica ansioso esperando pelo dia de vir e alimentar os bichos. A socialização dele com os primos, inclusive, melhorou muito”, destacou.

Entre os animais que podem interagir com os frequentadores da oficina estão o jabuti, a coruja e uma iguana. “Como os adolescentes vêm acompanhados pelos pais, no momento de preparar as frutas que serão dadas aos bichos todos ajudam”, destacou a bióloga do Zoo, Andrea Moraes Prado.

Ela também lembrou que não são apenas nos casos de pacientes com transtornos que os resultados são positivos. “Pacientes da unidade Álcool e Drogas também tiveram bons resultados. Além de uma paciente com depressão, que começou a reverter o quadro após o contato com os bichos,”, explicou.

Serviço – Bicho Solto, às terças-feiras, das 9h às 11h, no Parque Natural Municipal Estoril  – rua Portugal, 1.100, Riacho Grande

Total 0 Votes
0

Tell us how can we improve this post?

+ = Verify Human or Spambot ?

Nenhum comentário on "Contato com animais ajuda na socialização de pacientes do Caps em SBC"

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *