Academia Popular de Letras completando 10 anos de aniversário de fundação e atividades literárias – 2ª parte

789 0

As alegrias juntam-se as tristezas. E o carpinteiro que fabrica as mesas faz também os caixões do cemitério.

Augusto dos Anjos.

 

* Hildebrando Pafundi – Com esse mesmo título já foi publicada a primeira parte dessa crônica na qual não citei que desde a fundação da Academia Popular de Letras, que se reúne na Biblioteca Municipal Paul Harris, em São Caetano do Sul, todos os encontros foram e são presididos por Ana Maria Guimarães Rocha. Por suas iniciativas, Ana Maria que também é Diretora da Biblioteca, recebeu o Prêmio Destaque do Ano da revista Livre Mercado, sendo publicada a respeito nova matéria sobre empreendedorismo cultural por ocasião do lançamento do livro Cúmplices da Poesia.

Além das atividades já citadas no primeiro texto e publicadas no Jornal da Região / Edição Especial de Natal 2008, os escritores mediados por Ana Maria também já apresentaram o projeto Porque Gosto, falando a respeito de autores de sua preferência, como Cecília Meireles, Ziraldo, Florbela Spanca, Luis Fernando Veríssimo, Nélida Pinon entre outros. Eu também participei apresentando a palestra Porque Gosto de Inácio de Loyola Brandão.

Esses encontros sempre são enriquecidos com performances de música, exposições de artes, declamações, encenações teatrais e leituras de crônicas e contos, com o objetivo de promover a regionalidade cultural, intercambio entre escritores e amantes da literatura. O que também incentiva a leitura. E Ana Maria destaca que “esses encontros são fundamentais para a leitura de livros e para o desenvolvimento intelectual e social, valorizando o livro como instrumento de informação, pesquisa, ensino e lazer, além de fomentar a produção literária local”.

Serviço – Endereço da Biblioteca Municipal Paul Harris: Avenida Dr. Augusto de Toledo, 255, travessa da Avenida Goiás, Centro.

 

  • Libertadores – Paixão Que Nos Une
    A exposição sobre a competição Taça Libertadores, a maior da América Sul, que completou 55 anos este ano, foi inaugurada no Museu do Futebol, nas dependências do Estádio do Pacaembu, e fica em cartaz até odia 14 de junho. Além dessa mostra, esse famoso museu tem outras atrações interativas. O visitante pode apreciar camisetas de times tradicionais como Boca Junior, da Argentina; Peñarol, do Uruguai; Olímpia, do Paraguai, entre outros. O campeão de 2014 foi o argentino San Lorenzo, time do Papa Francisco, que perdeu para o Corinthians, que no grupo dos brasileiros deste ano está junto como o Atlético Mineiro, Cruzeiro, Internacional e São Paulo. Endereço do Museu do Futebol: Praça Charles Miller, no Estádio do Pacaembu, cidade de São Paulo. Visitas: de terça-feira a domingo, das 9 horas às 17 horas com horários especiais nos dias de jogos, até dia 14 de junho de 2015. Mais informações pelo fone (11) 3664-3848.
  • Exposição Experiência da Arte
    Está aberta a visitação a nova exposição Experiência da Arte, no SESC Santo André. Essa mostra conta com obras dos artistas Eduardo Coimbra, Eldorado Falcão, Cildo Meireles, Eleonora Fabio, Ernesto Neto, Waltercio Caldas, Wlademir Dias, Pino e Vik Muniz. As técnicas são variadas e vão desde instalações, fotografias, esculturas, poemas visuais, obras sonoras e performances. A curadoria é de Evandro Salles. Visitas: de terça-feira a sexta-feira, das 10h30 às 21h30; e sábados, domingos e feriados, das 10h30 às 18h30 até dia 25 de outubro. Endereço do SESC: Rua Tamarutaca, 302, Via Guiomar, Santo André – SP. Mais informações pelo telefone (11) 4469-1259.
  • Salão de Arte Contemporânea
    O tradicional Salão de Arte Contemporânea Luiz Sacilotto de Santo André, em sua 43ª edição, foi inaugurado dia 24 de abril, como parte dos festejos dos 462 anos de aniversário da cidade, no Salão de Exposições do Paço Municipal, com pinturas, desenhos, obras tridimensionais, instalações, performances, vídeos e outras manifestações de destaque no cenário nacional. As obras premiadas pela Comissão de Seleção e Premiação são adquiridas pela Prefeitura e passam a integrar o acervo artístico municipal, com o objetivo de incentivar a arte e incentivar o patrimônio cultural da cidade. Visitas: de terça-feira a sábado, das 14h às 19 horas, até dia 27 de junho. Endereço: Praça IV Centenário, sem número, anexo ao Teatro Municipal.
  • Quatro Décadas de uma coleção
    A exposição Quatro Décadas de uma coleção – mostra de acervo da Pinacoteca Municipal – inaugurada dia 18 de maio, na Fundação Pró-Memória de São Caetano do Sul, é uma seleção especial de obras produzidas entre as décadas de 1970 e 2000, em diferentes linguagens> Visitas: de segunda-feira à sexta-feira a partir das 9h e aos sábados das 9h às 13h, até dia 20 de junho de 2015, na Fundação Pró-Memória (Avenida Dr. Augusto de Toledo, 255, travessa da Avenida Goiás, São Caetano do Sul – SP) Agendamento pode ser feito por telefone (11) 4223-4780.
  • Exposição A Força da Matéria de Miró
    A exposição A Força da Matéria, que foi inaugurada domingo, dia 24 de maio, no Instituto Tomie Ohtake, em São Paulo, conta a trajetória do artista Joan Miró, entre os anos 1931 e 1981,em parceria com a Fundação Joan Miró de Barcelona. Essa mostra com 41 pinturas, 26 gravuras, 22 esculturas, 20 desenhos, três objetos e fotografias sobre essa trajetória do artista, que nasceu em 1893 e faleceu em 1983, pode ser visitada até dia 16 de agosto. Curadoria de Paulo Miyada. Visitas: de terça-feira a domingo, das 11h. às 20 horas. Os ingressos custam R$ 10,00 e crianças até 10 anos não pagam e podem ser adquiridos na bilheteria das 10h às 19 horas, nos dias de visitas, ou pelo igresse.com, aplicativo do Instituto Tomie Ohtake. Endereço: Rua Coropés, 88, São Paulo. Até a próxima!
  • Exposição Coletiva de Artes Plásticas
    A Mostra Coletiva Marcoantonio Vilaça, já inaugurada, conta com obras de 30 artistas plásticos de diversos Estados e Regiões do Brasil. Esta é a quinta edição do Prêmio Confederação Nacional da Indústria (CNI) SESI SENAI Marcoantonio Vilaça para as Artes Plásticas e fica em cartaz até dia 6 de dezembro no Museu de Arte Contemporânea (MAC) da Universidade São Paulo (USP). As premiações foram entregues pela CNI no próprio MAC. Onde se realiza a exposição. Prêmios aos vencedores pela ordem: Virginia Medeiros, da Bahia; Berna Reali, do Pará; Grupo EmpreZa, de Goiás; Nicolás Robbio, de São Paulo; e Gê Ortho, do Distrito Federal. Esses foram os contemplados da quinta edição, em 2015, dentre os 600 inscritos e indicados por curadores. A mostra conta também com peças de Amélia Toledo, artista contemporânea homenageada, que está com 89 anos. Endereço do MAC / USP: Avenida Pedro Álvares Cabral, 1.301, São Paulo – SP. Visitas grátis até dia 6 de dezembro de 2015. Até a próxima!

 

* Hildebrando Pafundi é escritor, jornalista, contista e cronista. Membro da Academia de Letras da Grande São Paulo, da União Brasileira de Escritores (UBE-SP) e outras entidades. Tem quatro livros publicados. Contatos com o autor e colunista pelo e-mail hpafundi@ig.com.br

2

Total 0 Votes
0

Tell us how can we improve this post?

+ = Verify Human or Spambot ?

Nenhum comentário on "Academia Popular de Letras completando 10 anos de aniversário de fundação e atividades literárias – 2ª parte"

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *