Angélica inicia o desafio do Mundial de Stuttgart de Ginástica Rítmica

405 0

O 34º Mundial de Ginástica Rítmica, a competição mais importante do ano para o Brasil na modalidade, começa nesta segunda-feira (7/9/2015), em Stuttgart, na Alemanha, com a presença de Angélica Kvieczynski. O Brasil não tem tradição na GR, mas a paranaense de Toledo sonha com conseguir ficar entre as 24 melhores, fazer a final da competição, e ficar perto da vaga olímpica para os Jogos do Rio, em 2016.

Na primeira seletiva olímpica do mundo serão 285 ginastas, 141 delas no individual geral, de 56 nações, competindo de 7 a 13 de setembro, na Porsche Arena de Stuttgart. “Eu acho que a minha preparação foi dentro do que havíamos planejado, as séries estão saindo bem e vou precisar me concentrar para que dê tudo certo na hora da competição. Se eu fizer o que estou treinando está lindo!”, afirma Angélica, que tem a orientação da técnica Anita Klemann.

Neste sábado e domingo (5 e 6/9/2015), serão os treinos de pódio. “É importante para conhecermos o ambiente e, às vezes, até mudar a cor do aparelho. Se ele é da mesma cor do teto fica difícil… Já aconteceu de eu precisar colocar um detalhe escuro no arco para competir ou nas maças, que são aparelhos rápidos”, comenta a brasileira, que chegou em Stuttgart na quinta-feira (3/9), vinda de Viena, na Áustria, após um período de aclimatação.

Angélica Kvieczynski está no grupo B2 do Mundial – com Rússia, Ucrânia, Áustria, Brasil, Bélgica e Espanha – e disputa, pela ordem, arco na segunda-feira (7/9), bola na terça-feira (8/9), maças na quarta-feira (9/9) e fita na quinta-feira (10/9). Na sexta-feira (11/9) ocorre a final das 24 ginastas. “Essa é a meta: estar na final. Estou treinando bem e, se Deus quiser, vou fazer uma competição maravilhosa e estar entre as 24.” Os três últimos dias serão dedicados às competições dos conjuntos.

Curtinhas da Angélica

Exclusivista

Os collants de Angélica são os mesmos usados no Pan-Americano, confeccionados pela mãe-estilista Ana Luiza, a partir da escolha das cores que combinem com cada coreografia. E tudo está pronto nos quatro aparelhos.

Pra dar sorte…

A canção The Winner Takes It All, do Abba, grupo sueco de música pop, foi escolhida para a apresentação no arco – a ginasta exibiu a série pela primeira vez nos Jogos Pan-Americanos, em Toronto, de onde trouxe a medalha de bronze no aparelho. Na bola, aparelho em que gosta de interpretar uma música mais dramática, optou por A Pele que Habito, de Alberto Iglesias, trilha sonora do filme de mesmo nome, de Pedro Almodóvar. A Brasileira foi adaptada pelo grupo Tradição para a série das maças – “um ritmo brasileiro, que sempre agrada”, observa. E Burlesque, da trilha sonora do filme estrelado por Cristina Aguilera e Cher, é a música para a série da fita.

Atenta

Angélica diz que tem de ser regular em todos os aparelhos e ter notas altas em pelo menos três – para a classificação para a final é permitido o descarte da pior nota. “Isso é para evitar que erros demais em um único aparelho prejudique.”

De olho na vaga

Pelo critério de classificação olímpica publicado pela Federação Internacional de Ginástica (FIG), na prova individual geral da Ginástica Rítmica, as 15 primeiras do Mundial de Stuttgart garantem vaga para o país. As 23 melhores atletas, depois das top 15, se garantem para o Evento Teste, de 22 a 24 de abril de 2016, no Rio, e brigam por mais seis vagas. Se o Brasil ficar sem representantes, a melhor brasileira no individual geral do Mundial de 2015 se classificará.

Total 0 Votes
0

Tell us how can we improve this post?

+ = Verify Human or Spambot ?

Nenhum comentário on "Angélica inicia o desafio do Mundial de Stuttgart de Ginástica Rítmica"

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *