Coletivo Menelão propõe que público dance em festa virtual extravasando sentimentos

108 0

Ambientado em uma balada, espetáculo virtual “A cigana, o palhaço e o astronauta – A FESTA” convida o público a extravasar um turbilhão de sentimentos e aquilo que o inquieta com relação ao momento atual

Da Redação – De 26 de março a 23 de abril de 2021, o Coletivo MENELÃO de Teatro – grupo do ABC Paulista que pesquisa o teatro popular e o teatro de rua – estreia a temporada virtual de “A cigana, o palhaço e o astronauta – A FESTA”, uma espécie de “farra-espetáculo-digital” que convida o público a dançar e extravasar o que está sentindo nestes tempos de isolamento social. 

“A cigana, o palhaço e o astronauta – A FESTA” usa uma linguagem contemporânea para fazer do espetáculo uma grande festa virtual, conduzindo o público a cenas que se alternam na pista de dança, a partir do ponto de vista de três personagens diferentes: a cigana, o palhaço e o astronauta. 

Inspirada no texto “Balada de Um Palhaço”, de Plínio Marcos, a peça do Coletivo MENELÃO (batizado com o nome de uma das personagens deste mesmo texto) parte da investigação do melancólico universo da personagem Bobo Plin, um palhaço triste que procura se libertar das mazelas que o prendem a um circo falido e a um parceiro de cena ranzinza e avarento, para ir em busca de sua alma. 

A cigana, uma figura transitória, que dança os momentos e se envolve pelos mistérios do tempo, e o astronauta, com suas partidas definitivas para o espaço, se juntam ao palhaço triste, formando o trio de figuras que conduzem esta experiência-espetáculo.

A plateia é divida em grupos e cada pessoa acompanha uma das três personagens, vivendo essa experiência a partir de um desses três pontos de vista. Como se três peças acontecessem ao mesmo tempo, promovendo experiências distintas em cada pessoa espectadora.

“Queremos proporcionar uma experiência aprofundada com o teatro digital, propondo que ao invés de assistir a uma peça, o público viva uma peça, sendo capaz de agir ao assistir a cada cena e assim, criar a trajetória de sua própria festa, seguindo o ponto de vista de um palhaço, de uma cigana ou de um astronauta”, comenta o Coletivo MENELÃO.


O espetáculo começa com a Balada Temporal – uma festa de ‘pós-despedida’ via Zoom na qual o público, embalado por uma DJ ao vivo, é convidado a dançar e se divertir após uma espécie de grand finale. 

“Um momento suspenso, em que ainda estamos nos despedindo, mas já reconhecemos que um novo ciclo está iniciando. Aquela virada de chave onde detectamos as perspectivas que nos farão seguir em frente. O que vem depois de um adeus e que é capaz de nos impulsionar a recomeçar?”, explica o grupo.

Em meio ao clima de festa, com cenas, performances e poesia, o público é instigado a desvendar pistas e participar ativamente, através de diálogos que transitam entre passado, presente e futuro, numa espécie de transe entre o momento em que o adeus foi dito e o amanhã que ainda não chegou.

Com o tema ‘despedidas’ como fio condutor de seu processo de criação para o espetáculo presencial, em sua primeira versão online, o grupo trouxe a reflexão para a complexidade do momento atual, vivida em razão da pandemia da COVID-19, entendendo que é um assunto que qualquer pessoa pode ter que se relacionar, em diferentes graus. 

“Revisitamos o espetáculo em razão da assustadora proximidade do tema com o momento em que atravessamos agora. Um mundo em despedida: o adeus às velhas rotinas, aos velhos hábitos, aos encontros, aos sistemas vigentes que precisam de mudanças urgentes, adeus às pessoas… Nessa nova versão queremos sublimar o outro lado da moeda do adeus: o encontro, pensando junto com o público sobre os afetos, o tempo e em como a vida tem se desenrolado nos últimos anos. Pensar sobre quais são as reais possibilidades de encontro nesses tempos difíceis”, finaliza o grupo.

“A cigana, o palhaço e o astronauta”, que é o quarto espetáculo do grupo, teve sua pré-estreia presencial em fevereiro de 2020, e ganhou uma adaptação para o formato digital em razão da pandemia da COVID-19. Desde então, integrou a programação Cenas Centrífugas Entreato (SESC Santo André) e agora estreia nova temporada, com formato atualizado, que será transmitida através da Plataforma Zoom. Os ingressos podem ser retirados gratuitamente através da plataforma Sympla.

As ações são contempladas pelo Edital PROAC Expresso Lei Aldir Blanc 36/2020, pela Secretaria de Cultura e Economia Criativa do governo do Estado de São Paulo. Mais informações em @coletivomenelao no Instagram. 

Serviço – A cigana, o palhaço e o astronauta – A FESTA. Sinopse: SINOPSE
Festa: Celebração, divertimento, farra, bagunça, afago. Lugar onde é possível comemorar os encontros e também as despedidas.  Nesta nova adaptação, o Coletivo MENELÃO faz um convite para que nos tornemos outro alguém, ao menos por uma noite, durante esta farra-espetáculo-digital! Quando: 26 de março, 02, 09, 10, 11, 13, 16, 20 e 23 de abril de 2021. Horários: Terças-feiras às 21h00, Sextas-feiras e Sábados às 23h00 e Domingos às 16h. Ingressos disponíveis pela plataforma Sympla no esquema pague quanto quiser e se quiser. www.sympla.com.br/coletivomenelao Classificação: 14 anos. Duração: 90 minutos.

Total 0 Votes
0

Tell us how can we improve this post?

+ = Verify Human or Spambot ?

Nenhum comentário on "Coletivo Menelão propõe que público dance em festa virtual extravasando sentimentos"

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *