Coleta seletiva porta a porta de SBC arrecada 1,4 toneladas/mês de recicláveis

686 0

Da Redação – A coleta seletiva porta a porta em São Bernardo, implementada pela Prefeitura em 2013, já arrecada cerca de 1,4 toneladas por mês de materiais recicláveis. O serviço, presente em toda a cidade, já recicla 5,6% de tudo que é descartado pela população da cidade. O objetivo da Administração é chegar a 10% até o fim de 2016.

A coleta está presente em todos os bairros do município. Na época em que o serviço foi lançado, o índice de reciclagem na cidade não chegava a 0,9%. Os números alcançados por São Bernardo já estão acima das médias estadual e nacional, que são de 3%. Nos bairros de difícil acesso, a coleta é realizada pelas motolixos.

Entre as ações que elevaram os índices estão o aumento da frequência de coleta no Bairro Rudge Ramos e o engajamento dos comerciantes ao programa “Comércio Amigo da Coleta Seletiva”. Lançada em novembro de 2015, a iniciativa tem como meta incentivar os empresários a aderirem ao programa de reciclagem e ampliar na cidade a captação do material separado para ser reaproveitado. A ação é uma iniciativa da Prefeitura em parceria com a SBC Valorização de Resíduos, empresa responsável pela limpeza urbana.

“A população tem papel fundamental nesse processo. É muito simples e prático: basta separar o lixo seco do molhado em duas sacolas diferentes”, afirma o secretário de Serviços Urbanos, Tarcísio Secoli.

Podem ser separados para a coleta seletiva porta a porta papéis, papelões, jornais, revistas, cadernos, folhas soltas, caixas e embalagens em geral, incluindo longa vida, copos, potes, sacolas, garrafas PET, latinhas de alumínio, latas e outros metais e vidros – estes últimos devem estar separados e embalados de forma segura.

Há ainda produtos que podem ser reciclados, mas que muitas vezes não têm esta destinação, como embalagens de óleo, caixas de pizza, recipientes de margarina, potes de maionese, embalagens de extrato de tomate, de iogurte, de requeijão, entre outros. Devem ser colocados no lixo comum os restos de comida, cascas de frutas e de legumes, fotografias, fitas crepe, etiquetas adesivas, sujeira das vassouras, de cinzeiros, de animais e chicletes.

Central de Triagem – A Prefeitura também investiu na construção de duas centrais de triagem no Bairro Cooperativa. O objetivo é processar o crescente volume de materiais recicláveis que a cidade recolhe e dar melhores condições de trabalho para os catadores.

A primeira central foi entregue em fevereiro de 2014, com capacidade para processar cerca de 25 toneladas por dia. Já a segunda central foi entregue em dezembro do mesmo ano e tem capacidade para 100 toneladas diárias.

Total 1 Votes
0

Tell us how can we improve this post?

+ = Verify Human or Spambot ?

Nenhum comentário on "Coleta seletiva porta a porta de SBC arrecada 1,4 toneladas/mês de recicláveis"

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *