Cenas de um amor – Leila Pinheiro & Seis Com Casca

1145 0

Crédito-foto: Katia Gardin

Leila Pinheiro, ao centro, junto dos integrantes do grupo instrumental Seis Com Casca

Da Redação – Completando 40 anos de carreira em 2020, Leila Pinheiro nasceu em Belém do Pará; em 1981 mudou-se para o Rio de Janeiro, iniciando uma trajetória de grande sucesso. Com a canção “Verde” (Eduardo Gudin / José Carlos Costa Netto), em 1985 conquistou o terceiro lugar no “Festival dos Festivais” (último grande festival de música brasileira) além de receber o prêmio de cantora revelação do festival. Admirada no Brasil e no exterior – onde já realizou inúmeros concertos e turnês – Leila construiu nessas quatro décadas, uma impecável discografia, consolidando-se como uma das maiores intérpretes brasileiras da atualidade.

O grupo instrumental Seis Com Casca surgiu em 2007, quando a maioria dos seus integrantes ainda estudava no departamento de música da Universidade de São Paulo (USP), com o propósito de buscar leituras diferenciadas e inovadoras que unissem a música erudita e a popular. Desde então, lançaram dois álbuns, fizeram turnês pelo Brasil e Europa, e participaram de importantes programas de TV, como o “Instrumental Sesc Brasil”, entre outros. Bruno Monteiro (piano), Potiguara Menezes (guitarra), Diogo Maia  (clarinete, clarone), Nikolay Iliev (violino), Mauricio Biazzi (baixo acústico) e Nath Calan (vibrafone e bateria) trazem no currículo, sólidas experiências musicais: Em seus trabalhos individuais, participaram de grandes orquestras como a OSESP, Jazz Sinfônica, OSUSP e Orquestra Municipal de São Paulo; Atuaram em relevantes mostras e festivais, tais como a “Bienal de Música Contemporânea” e o “Festival Música Nova”; Participaram de espetáculos teatrais e de shows com artistas como Elba Ramalho, Moraes Moreira, Arrigo Barnabé e Fernanda Porto, entre outros. Ao sexteto, somou-se o expertise do engenheiro de áudio (o “sétimo elemento”), Adonias Jr., vencedor do Grammy Latino 2018 com o álbum “Natureza Universal “ de Hermeto Pascoal & Big Band.

Leila conheceu o grupo em 2011, quando foi convidada pelo produtor cultural Marco de Almeida para participar do Projeto Metso Cultural. O encontro e a química musical resultante foram extraordinários e se desdobraram na gravação do álbum CENAS DE UM AMOR. Pela primeira vez em sua carreira, Leila canta obras de compositores eruditos – Mahler, Fauré, Dvórak, Ravel, Kurt Weill – traduzidas e adaptadas especialmente para este álbum pelo escritor e letrista paulistano Carlos Rennó. Desse precioso repertório, destacam-se ainda a música “Cenas de um Amor” versão de Nelson Motta para “Tendrement” do compositor francês Erik Satie (e que deu título ao álbum), “Corsário” de João Bosco e Aldir Blanc e “Inclemência”, do maestro e compositor brasileiro César Guerra-Peixe, que ganhou letra de Zélia Duncan.

Explorando as diferenças e similaridades entre a música erudita e a popular através de canções de compositores dos dois gêneros, Leila Pinheiro e o grupo Seis Com Casca, trazem o inesperado, surpreendem e encantam pelo “casamento musical” absolutamente novo, moderno e certamente eterno.

Foi uma imensa alegria saber que rendeu este fruto extraordinário rico de detalhes e nuances musicais, o encontro inusitado entre Leila Pinheiro e o Seis com Casca, anos atrás num show pela manhã, para uma plateia de mais de 4 mil pessoas. Eu imaginava que teria muita afinidade este encontro musical e, de fato, naquele dia eles arrebataram o público. E era apenas o primeiro encontro deles. Agora, passados alguns anos daquela linda manhã eles, juntos, construíram um trabalho de uma tremenda riqueza sonora, conceitual e interpretativa. Um trabalho austero, mas, ao mesmo tempo, despretensioso. Clássico no sentido da abundância criativa, da opulência sonora, dos luxuosos arranjos, da grandeza dos músicos e da cantora. E, tudo isso, sem protagonismos: música de câmara. Eles criaram um produto para além das características clássico e/ou popular. O resultado híbrido é tão estimulante quanto desafiador e inspirador. Eles provocam o ouvinte o tempo todo com as surpresas e os elementos musicais que oferecem, mesmo em canções brasileiras mais conhecidas. É brilhante e prodigioso. Não é apenas uma sequência de músicas: é uma história e bem contada!

Marco de Almeida – Produtor Cultural – Maio 2020

CENAS DE UM AMOR estará disponível em todas as plataformas digitais em 07 de agosto de 2020, pela gravadora Azul Music

Lista de músicas

Corsário (João Bosco/Aldir Blanc)

Canção Amiga (Milton Nascimento/Carlos Drummond de Andrade)

Cenas de Um Amor “Tendrement” (Erik Satie/Nelson Motta)

Alfonsina Y El Mar (Ariel Ramirez/Felix Luna)

Canção de Nana (Nanna´s Lied) (Kurt Weill/Bertolt Brecht/Carlos Rennó)

É Assim Que Tu És (C´est Ainsi Que Tu Es) (Francis Poulenc/Carlos Rennó)

Inclemência (César Guerra-Peixe/Zélia Duncan)

Uma Lenda do Reno (Rheinlegendchen) (Gustav Mahler/Carlos Rennó)

Dorotéia (Leila Pinheiro/José Carlos Costa Netto)

Canções Que Mamãe Me Ensinou (Songs My Mother Taught Me (Antonin Dvórak/Carlos Rennó)

Pavane, Op. 50 (Gabriel Fauré)

Abertura: Pra Que Discutir com Madame

Pra Que Discutir com Madame (Haroldo Barbosa/Janet de Almeida)

Gravado no Teatro da Escola de Marketing Industrial/SP e mixado/masterizado no Estúdio Arsis/SP por Adonias Jr. Produzido por Leila Pinheiro & Seis com Casca. Lançamento gravadora Azul Music. www.azulmusic.com.br Instagram: @azulmusic Informações adicionais: artistico@azulmusic.com.br

Total 0 Votes
0

Tell us how can we improve this post?

+ = Verify Human or Spambot ?

Nenhum comentário on "Cenas de um amor – Leila Pinheiro & Seis Com Casca"

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *