Canalização do córrego Pindorama no Jordanópolis está 96% concluído

264 0

Da Redação – Em breve o Jordanópolis vai se livrar dos alagamentos que por décadas geraram transtornos aos moradores de ruas próximas ao córrego Pindorama. É que as obras de canalização do canal já estão 96% prontas. As intervenções integram o Drenar, programa de combate às enchentes da Prefeitura de São Bernardo. Segundo a FBS, empresa responsável pelo projeto, falta canalizar cerca de 150 metros (de um total 1.182) entre as ruas Vitor Meireles e Delmiro Gouveia. As travessias existentes nessas duas vias serão alargadas para dar mais vazão à água.

Nas proximidades da Rua Brascola, a empresa já está fazendo o estaqueamento para, em seguida, iniciar o trabalho de concretagem das margens do córrego. O canal tem 2 metros de largura no ponto mais estreito e 5,5 metros no mais largo. A parte mais rasa terá 2 metros e, a mais profunda, 2,5 metros.

Ainda de acordo com a FBS, a Sabesp precisará construir uma rede auxiliar (de cerca de 600 metros) para captar o esgoto de cerca de 120 residências, material que será levado até a rede coletora, situada na margem esquerda do Pindorama. Essa rede vai passar por baixo do trecho do córrego que está sendo canalizado. A empresa deixará prontas as passagens (tubulações) que conduzirão o esgoto da rede auxiliar à rede coletora.

O trecho onde o córrego deságua no Ribeirão dos Couros também já está pronto. O Ribeirão dos Couros, aliás, está sendo canalizado das proximidades da Avenida Piraporinha até o Extra Anchieta.

Os 4.080 metros de obras de microdrenagem, como a instalação de bueiros e bocas de lobo, que fazem parte do mesmo conjunto de intervenções, já estão concluídas, bem como o recapeamento de 25 das 32 ruas que receberam intervenções para facilitar a captação da água de chuva.

Segundo a empreiteira, estudos hidrológicos apontam que, mesmo no período de precipitações mais intensas, o sistema antienchente na região do córrego Pindorama trabalhará com até 80% de sua capacidade, o que vai impedir os transbordamentos.

Chega de enchentes – Por meio do Programa Drenar, a prefeitura de São Bernardo está investindo em toda a cidade R$ 600 milhões para combater os alagamentos.

O piscinão do Paço, a maior entre o conjunto de obras, terá capacidade para armazenar 190 milhões de litros de água. Sempre que esse reservatório estiver perto de atingir sua capacidade total, a água será conduzida pela galeria sob a Av. Aldino Pinotti, também parte do projeto, até o Ribeirão dos Meninos, na Avenida Lauro Gomes. Com a intervenção, e a construção de galeria sob a Rua Jurubatuba, as enchentes, que por décadas afetaram a vida dos moradores e comerciantes do Centro, serão coisa do passado.

Em outros pontos da cidade as intervenções já foram concluídas. No Rudge Ramos, segunda maior obra do Drenar, foram entregues os reservatórios Ipiranga, Vivaldi e Helena e mais de 20 mil metros de canais e galerias de drenagem.

No mesmo bairro, o reservatório Jacquey está pronto e em operação, a exemplo do Tanque das Mulatas (com capacidade para armazenar 20 milhões de litros) e a galeria na Rua Warner, que reforça o sistema de drenagem do Jardim Hollywood e conduz as águas da chuva ao Córrego Ipiranga, cuja obra de retificação foi concluída em dezembro de 2015.

Total 0 Votes
0

Tell us how can we improve this post?

+ = Verify Human or Spambot ?

Nenhum comentário on "Canalização do córrego Pindorama no Jordanópolis está 96% concluído"

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *