Caminhoneiros enfrentam problemas de saúde que favorecem acidentes

900 0

Da Redação – Levantamento com caminhoneiros elaborado pela Arteris, uma das maiores companhias de concessões rodoviárias do País, mostra um cenário preocupante relacionado com dificuldades para o sono e alimentação inadequada. Hábitos que podem aumentar o risco de acidentes nas rodovias.

Mais de 5 mil motoristas foram entrevistados entre setembro de 2014 e agosto de 2015, durante as edições do Saúde na Boleia, campanha de conscientização promovida pela Arteris. “O principal objetivo da Arteris com esta ação é identificar os fatores de risco que podem favorecer a ocorrência de acidentes de trânsito e estimular mudanças de hábito e atitudes dos caminhoneiros”, afirma o gerente de operações da Arteris, Elvis Granzotti.

A pesquisa revela que é alta a incidência de sobrepeso, hipertensão e altas taxas de colesterol. Quase 33% dos motoristas ouvidos são obesos, 34% estão com sobrepeso, 14% apresentam colesterol alto, 11% sofrem com hipertensão, 13% com índice de triglicérides alto e outros 14% possuem glicemia alta. Cerca de 30% dos caminhoneiros possuem planos de saúde, mas muitos não podem usufruir, já que grande parte dos convênios atendem regionalmente.

O descanso dos motoristas também foi avaliado. “Nas campanhas realizamos testes com os participantes e registramos que 10% estavam na faixa mais alta na Escala de Sonolência de Epworth, o que indica um risco 70% maior de sofrer acidente automobilístico”, destaca Granzotti.

Os dados revelam também que 47% dormem fora de casa cerca de 20 dias em um único mês. Metade dos entrevistados afirmaram que dormem no próprio caminhão e apenas 3% ficam hospedados em hotéis na rotina de trabalho.

Outro agravante é o uso de anfetaminas. Para driblar o cansaço da profissão, 3% admitem utilizar os chamados “rebites”, condenado por todas as organizações de saúde.

Mês da Segurança Arteris – As campanhas Saúde na Boleia integram o Mês da Segurança Arteris, iniciativa que envolve as equipes das nove concessionárias administradas pelo Grupo em cinco estados das regiões sul e sudeste. Serão realizadas mais de 230 ações para conscientização de usuários e colaboradores sobre a prevenção de acidentes. Além disso, serão distribuídos aos usuários mais de 200 mil folhetos com dicas práticas de segurança. Em 2014, cerca de 840 mil pessoas foram impactadas pela campanha.

Total 0 Votes
0

Tell us how can we improve this post?

+ = Verify Human or Spambot ?

Nenhum comentário on "Caminhoneiros enfrentam problemas de saúde que favorecem acidentes"

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *