Brasileirão? Tô nem aí…

1093 0

* Márcio Trevisan – Durante 24 anos, a Copa do Brasil foi um torneio disputado no primeiro semestre de cada ano. Assim, sempre na segunda quinzena de junho ou, no máximo, na primeira de julho já se conhecia o seu campeão e, consequentemente, o primeiro clube brasileiro classificado à edição seguinte da Copa Libertadores.

Isso fazia com que esta equipe desse pouca ou quase nenhuma importância ao Campeonato Brasileiro e, por isso, a partir de 2013 a CBF decidiu que a competição seria disputada durante todo o ano e que sua final aconteceria quase que simultaneamente às rodadas finais do Brasileirão.

O que a entidade que gere o futebol nacional não imaginava é que uma alteração por parte da Conmebol viria a atrapalhar muito o principal campeonato de futebol do País.

A partir de 2017, a Libertadores – antes também disputada quase que em sua totalidade nos primeiros seis meses do ano – passou a ocupar toda a temporada. Com isso, os clubes brasileiros envolvidos no mais importante torneio continental passaram, desde então, a lhe dar muito mais importância.

Para piorar, como a Copa do Brasil também tem status de título nacional e rende uma grana preta ao time campeão (e, por consequência, idem aos jogadores do time campeão), esta igualmente passou a ser encarada como prioridade pelos clubes que avançam às suas fases decisivas.

O resultado de tudo isso pode ser visto agora: com o Brasileirão chegando ao fim de seu primeiro turno no próximo fim de semana, alguns de seus principais candidatos ao título simplesmente vem lhe dando de ombros.

E por pura falta de se sorte da CBF, quase todos eles estão não só nas oitavas-de-final da Libertadores como nas quartas-de-final da Copa do Brasil. Ou seja: nos jogos do Campeonato Brasileiro, o que se vê são estes clubes jogando com equipes parcial ou quase totalmente suplentes.

Nesta 18ª rodada, por exemplo, Cruzeiro/MG, Grêmio/RS, Corinthians e Palmeiras, que se encaixam na situação acima, jogaram apenas com um ou dois titulares, no máximo. O Flamengo/RJ escalou meio time reserva, mas talvez porque já esteja quase fora da Copa do Brasil (precisará vencer a Raposa no meio de semana, em BH, por três gols de diferença para seguir adiante).

Apenas o Santos, ainda vivo na Copa do Brasil e que só estreará nas oitavas da Libertadores em 21.08 próximo é que não poupou ninguém no seu compromisso deste domingo. E a verdade é uma só: enquanto seguirem com chances de título em ambas as competições ou mesmo em apenas uma delas, estas equipes seguirão dando ao Brasileirão a mesma importância que têm dado até agora. Ou seja: quase nenhuma.

Talvez tenha chegado a hora de a CBF repensar sua decisão de esticar a Copa do Brasil e, talvez, também de manter em 20 o número de clubes da Série A. Afinal, um torneio disputado em menor espaço de tempo e um campeonato disputado por um menor número de clubes têm mais chances de se manter por muito mais tempo muito mais interessantes aos clubes que os disputarem.

 

Curtinhas

Tão longe, tão perto – O Campeonato Brasileiro da Série B ainda tem 18 rodadas pela frente, mas um clube parece disposto a garantir seu acesso à elite nacional o quanto antes. Trata-se do Fortaleza/CE que, cumpridos os 20 primeiros jogos, já soma 40 pontos e tem 10 – isso mesmo: 10! – de vantagem sobre o 5º colocado (hoje o Goiás/GO). Se continuar “passeando” na competição, a equipe dirigida por Rogério Ceni terá tudo para fazer a festa bem antes da hora prevista.

Série C: confrontos definidos – Terminou neste fim de semana a Primeira Fase do Brasileirão da Série C e, desta forma, os confrontos válidos pelas quartas-de-final da competição já são conhecidos. São eles: Náutico/PE (1A) x Bragantino (4B), Atlético/AC (2A) x Cuiabá/MT (3B), Operário/PR (2B) x Santa Cruz/PE (3A) e Botafogo/SP (1B) x Botafogo/PB (4A). Vale lembrar que os quatro vencedores destes encontros garantirão presença na Série B de 2019. Por outro lado, foram rebaixados à Série D do ano que vem Juazeirense/BA, Salgueiro/PE, Tupi/MG e Joinville/SC.

Se continuar assim, beleza – A Portuguesa Desp. começou muito bem a disputa da Copa Paulista, torneio do qual precisa ser a campeã para ter direito a uma vaga na Quarta Divisão do futebol brasileiro na próxima temporada. Nas três partidas que disputou até agora, a Lusa venceu duas (o Nacional, por 1 a 0, e o Atibaia, por 2 a 1) e empatou a outra (com o Taboão da Serra: 1 a 1). Tal campanha coloca o time do Canindé no 2º lugar de seu grupo e já o credencia a uma das vagas à próxima etapa da competição.

Peruano e colorado – O Internacional/RS confirmou no sábado, 11.08, a contratação do centroavante Guerrero, cujo contrato o Flamengo/RJ não quis renovar. O jogador, inclusive, já se apresentou no Beira Rio e deverá estrear em breve com a camisa vermelha e branca. Agora, a briga pelo comando do ataque do time gaúcho ficará ainda maior, pois para a posição a equipe já contava com Nico Lopes, Leandro Damião e Willian Potkker.

 

* Márcio Trevisan é jornalista esportivo há 29 anos. Começou no extinto jornal A Gazeta Esportiva, onde esteve por 12 anos. Passou, também, pelas assessorias de Imprensa da SE Palmeiras e do SAFESP, além de outros órgãos. Há 11 anos iniciou suas atividades como Apresentador, Mestre de Cerimônias e Celebrante, tendo mais de 390 eventos em seu currículo. Hoje, mantém os sites www.senhorpalmeiras.com.br e www.marciotrevisan.com.br. Contato com o colunista pelo e-mail trevisan.marcio1968@uol.com.br

Total 0 Votes
0

Tell us how can we improve this post?

+ = Verify Human or Spambot ?

Nenhum comentário on "Brasileirão? Tô nem aí…"

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *