Brasil define cruzamento das oitavas do Mundial contra a Rússia

509 0

Da Redação – Escolher adversário nas oitavas de final do Mundial Masculino de Handebol é algo fora de cogitação para a Seleção Brasileira, porém, independente de saber quem irá enfrentar na próxima fase, a equipe comandada por Washington Nunes quer fazer um bom jogo nesta quinta-feira (19) contra a Rússia e seguir confiante para o restante do campeonato. Brasileiros e russos se encontram pela última rodada da fase classificatória, no Parc des Expositions, em Nantes, na França, às 11h (horário de Brasília), com transmissão dos canais SporTV e ESPN.

Com duas vitórias até aqui, o Brasil soma quatro pontos. Se vencer, termina em terceiro lugar da chave A e enfrenta o segundo colocado do grupo B. Caso perca, fica com a quarta colocação e terá que encarar o líder da outra chave. A disputa por posições do outro lado também está acirrada entre Espanha e Eslovênia, que irão definir a liderança também amanhã, só que mais tarde. No grupo do Brasil, a anfitriã França segue absoluta na liderança sem nenhuma derrota e a Noruega vem em segundo, com seis pontos. Polônia e Japão não têm mais chances de classificação.

A Rússia é uma Seleção muito tradicional e fez bons jogos até aqui no Mundial contra Japão e Polônia, coincidentemente, os mesmos triunfos da Seleção verde e amarela. Assim como o Brasil, soma até agora quatro pontos. Em 2013, as duas equipes se encontraram nas oitavas do Mundial e os brasileiros perderam por apenas um gol (27 a 26) após um duelo super acirrado.

Para o treinador, o confronto precisa ser encarado com a maior seriedade, mesmo o Brasil já estando classificado e do cruzamento que virá pela frente. “Viemos para o Mundial para que todas as partidas sejam encaradas da melhor maneira possível, não para ganhar uma e perder a outra ou escolher adversário”, frisou Washington. “Gostaríamos de sair em segundo lugar, mas o jogo com a Noruega foi muito duro e perdemos essa chance. Vamos jogar com a Rússia para ganhar. Cada vez mais nossa equipe precisa se mostrar qualificada para enfrentar os europeus e vencê-los. Queremos fazer o melhor confronto possível e depois pensar nas oitavas.”

Após o treino desta quarta-feira (18), de olho nos adversários, o central João Pedro Silva afirma que o Brasil precisa focar no que foi positivo até aqui e procurar dissipar os erros cometidos. “Vai ser mais um jogo difícil, contra uma Seleção que sempre conta com grandes nomes no cenário mundial. Será importante para nós, ainda mais após a partida contra a Noruega em que erramos muito, principalmente na defesa. Temos que esquecer o que aconteceu e colocar em prática o que acertamos. A Rússia tem jogadores bem altos e fortes. Na minha opinião, o nosso sistema defensivo 5×1 pode tirar proveito disso, fazendo vários contra-ataques”, declarou.

Com o armador esquerdo Thiagus Petrus, que é uma das grandes armas da defesa brasileira, fora do Mundial, o time sofreu neste fundamento contra a Noruega. Passada a fase de adaptação da ausência, o grupo pretende melhorar nesse quesito tão importante. “Sabemos da importância que o Thiagus tem para a nossa equipe, mas não podemos achar que acabou porque o perdemos. Temos que entrar pensando em fazer a nossa parte, nos doando duas vezes mais. Se a falta dele foi ruim para nós, inclusive no psicológico, não podemos pensar nisso daqui para a frente. Temos que treinar visando a nossa defesa e detalhes que são importantes”, acrescentou João.

Após a partida contra a Rússia, no dia seguinte o Brasil se despede de Nantes. Se passar em terceiro lugar do grupo, retorna a Paris, onde fez a partida de estreia contra a França. Caso termine em quarto, segue para Montpellier, no sul do País.

Total 0 Votes
0

Tell us how can we improve this post?

+ = Verify Human or Spambot ?

Nenhum comentário on "Brasil define cruzamento das oitavas do Mundial contra a Rússia"

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *