Arte, aventura e meio ambiente marcam Jornada do Patrimônio

642 0

Da Redação – Durante o último final de semana, entre os dias 2 e 4 de dezembro, moradores e visitantes participaram de atividades em Rio Grande da Serra ligadas à preservação da história da cidade. Os eventos integraram o roteiro da 1ª Jornada do Patrimônio do ABC, promovida em parceria com o Consórcio Intermunicipal do Grande ABC, envolvendo todas as sete cidades da região.

As principais atrações no município foram: – Apresentação do Coral da 3ª Idade que se apresentou junto a Capela São Sebastião (datada de 1611 – um dos pontos turístico restaurado da cidade); – Ensaio aberto da peça ‘Taynara’ (peça teatral do Projeto Teatro Planeta Vivo com o Instituto CausAmbientais que tratou sobre preservação ambiental), realizado no anfiteatro do Complexo Educacional Primeira-dama Zulmira Jardim Teixeira; – Exposição no Centro de Referência de Educação Básica (Creb) de quadros da artista plástica Jô Rabelo (obras com o tema “Imagens: um olhar poético sobre Rio Grande da Serra”); – Visita à instituição Fibras da Serra (que promove trabalho socioambiental ligado à promoção de trabalho e renda de forma solidária e ecologicamente correta); – Visita à exposição de esculturas na casa de Massaro Sakamoto (artista local que utiliza a madeira como matéria-prima e animais da Mata-Atlântica como inspiração); – Vista a Casa do Artesão (ponto turístico do município que reúne trabalho da Associação de Artesões locais).

Para os adolescentes Juliana e Caique, a visita a instituição Fibras da Serra foi bastante produtiva. Os irmãos receberam orientações da monitora do projeto sobre como aproveitar a palha e a fibra de bananeira para a confecção de objetivos. “Achei muito interessante. O mais legal foi poder mexer no tear e aprender como fazer”, afirmou Juliana de 12 anos, moradora da Vila Lavínia, e que, pela primeira vez, visitou a sede da entidade sócio-ambiental.

Aventura – Além dos eventos culturais, a 1ª Jornada do Patrimônio contou com a realização de uma Caminhada Ecológica e a Rapel na Pedreira, que explorou aspecto de turismo ecológico de aventura. A Caminhada contou com a parceria do Instituto CausAmbientais e teve como roteiro visitas a pontos turísticos como o Bonde da Pedreira, Capela São Sebastião, Estação Ferroviária, Casa da Família Castelluci e a Biquinha Matarazzo. Já o Rapel na Pedreira foi realizado em parceria com a Nativos da Serra – Turismo e Aventura que ofereceu equipamento de segurança, como corda estática, cadeirinha, freio oito e mosquetão para realização da atividade.

O aposentado Valter Figueira, morador da Vila Niwa, a Pedreira de Rio Grande da Serra é um patrimônio que deve ser preservado. “Aqui é um lugar muito bonito, onde temos contato direto com natureza, temos o privilégio de abrigar este paraíso em nossa cidade, precisamos explorá-lo, respeitá-lo e garantir a sua preservação. Iniciativas como esta Jornada são importantes para a população conhecer e saber como cuidar do que faz parte da sua história de sua cidade”, finalizou.

Total 0 Votes
0

Tell us how can we improve this post?

+ = Verify Human or Spambot ?

Nenhum comentário on "Arte, aventura e meio ambiente marcam Jornada do Patrimônio"

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *