Apresentação de Corais de São Bernardo vira terapia para pacientes no Hospital de Clínicas

2068 0

Da Redação – Quem canta seus males espanta. Esse ditado conhecido, que passa por gerações, pôde ser comprovado nesta terça-feira (12/12) nas apresentações do projeto “Música é Vida”, com os corais Infantil e Municipal de São Bernardo, no Hospital de Clínicas (HC), localizado no bairro Alvarenga.

A ação da Secretaria de Cultura, em parceria com a Secretaria de Saúde, faz parte das comemorações do quarto aniversário do HC e acontece pela segunda vez este ano. Em outubro, o equipamento já havia recebido a ação durante a campanha Outubro Rosa. Na oportunidade, as Unidades Básicas de Saúde (UBSs) também receberam a atividade.

Diversos pacientes foram contemplados no saguão e hall dos andares, com canções populares e de Natal. A atividade tem como objetivo contribuir para a melhora na saúde física e emocional dos pacientes, como explicou a regente Simone Strublic. “Uma senhora tinha amputado uma das pernas e levantou ao ouvir o Coral. Após a apresentação, ficamos sabendo que ela ficou mais animada. Além de trazer um bálsamo de bem-estar aos usuários, a música também auxilia os funcionários”, disse.

De acordo com o secretário de Cultura, Adalberto José Guazzelli, a boa música tem comprovadamente um poder terapêutico. “Levar esse tipo de ação às pessoas fragilizadas por situações de uma saúde debilitada ajuda a resgatar o ânimo, traz ao paciente uma boa energia, fazendo com que o ambiente hospitalar se torne mais pessoal e humanizado”, destacou o chefe da pasta.

Os corais contam com 20 integrantes no municipal, 22 no infantil e 25 componentes de formação. Desativados por governos anteriores, os grupos musicais foram retomados nesta Administração, com atividades no Centro Livre de Música (CLM), instalados no Teatro Martins Pena, localizado na Vila Gonçalves.

Total 0 Votes
0

Tell us how can we improve this post?

+ = Verify Human or Spambot ?

Nenhum comentário on "Apresentação de Corais de São Bernardo vira terapia para pacientes no Hospital de Clínicas"

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *