Ansiedade e volta precoce às aulas: Como fica a saúde mental dos alunos?

253 0

Da Redação – Sabemos a importância do estudo, da cultura, e da necessidade da volta às aulas. No entanto, considerar que o ano acadêmico presencial está perdido é apresentar uma reflexão sensata e coerente sobre o atual cenário. O retorno dessas atividades apresenta um paradoxo: a necessidade do ensino x o risco de um exponencial aumento da transmissão viral”.

A Universidade de Granada, na Espanha, afirma que colocar 20 alunos em uma sala de aula é trocar mais de 800 informações de vírus a cada dois dias. O dilema não deve existir, o momento é de ponderação absoluta. Assim como a educação é de extrema importância, a reclusão escolar e o isolamento são necessários para o combate a pandemia do novo coronavírus.

Pensando nisso, o psicólogo e escritor Alexander Bez analisa o cenário e reforça a importância da conscientização. “A volta as aulas podem nos fazer retroceder meses de contenção e esforço para controlar a pandemia. A vontade da volta à rotina normal, ao estudar, mixa-se entre o risco real do contágio. Além desse real aumento exponencial de transmissão viral, a ansiedade escolar pode acabar gerando distração, agitação e confusão, prejudicado o rendimento”.

Ele vai mais longe, contrariando técnicos burocratas. “Controlar a ansiedade das crianças, agora, é o mais prudente. O retorno precoce geraria insegurança e aumentaria a ansiedade em relação à preocupação com a Covid-19 e o desejo imediato de reconhecer o ambiente escolar como era, sem máscaras ou distanciamento”, defende o especialista.

Essa ‘preocupação’, mesmo a nível inconsciente, limitaria a capacidade de concentração, diminuindo a absorção dos conceitos e provocando um aprendizado comprometido e talvez ineficaz.

Total 0 Votes
0

Tell us how can we improve this post?

+ = Verify Human or Spambot ?

Nenhum comentário on "Ansiedade e volta precoce às aulas: Como fica a saúde mental dos alunos?"

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *