Alô Lombardi…

1851 1

* Carlos Alberto Bazani – A coluna desta semana vai falar de uma das principais vozes do rádio e TV brasileira, que completaria neste mês de setembro 75 anos. Trata-se do locutor e radialista Luís Lombardi Neto. Quem não se lembra do apresentador Sílvio Santos passando a bola do programa com um sonoro: “É com você Lombardi…”?. Lombardi vinha com seu vozeirão em seguida: “Oi Sílvio…”

12076895_1728940240673990_603521090_nNascido em 22 de setembro de 1940, no bairro do Bixiga, em São Paulo, Lombardi foi locutor do Programa Silvio Santos por mais de 40 anos, além de ter trabalhado também na Rádio ABC-AM, na Rádio Orion FM e na Rádio Cultura FM de Santos.

Lombardi era um sujeito de hábitos simples, alegre, comunicativo e um excelente contador de piadas. Por onde ele passava fazia inúmeros amigos com muita facilidade. Pegava o trem na Estação de Santo André com destino aos Estúdios do SBT para gravar o Programa Silvio Santos. Simpático e extrovertido conversava com todo mundo.

Numa destas viagens, Lombardi foi reconhecido por uma fã, que pediu para ele ler um texto de um famoso comercial veiculado no programa. Muito solícito e atencioso, Lombardi não teve dúvidas e logo atendeu ao pedido da admiradora.

Respirou profundamente, empostou a sua bela voz e mandou ver. Todos ouviram atentamente e se deliciaram com a sua brilhante locução, quando um gaiato que não o conhecia e estava a alguns metros de distância, disparou a pérola. “E não é que esse filho da p… imita o Lombardi direitinho…”. Não precisa dizer que o gaiato ficou com a cara no chão.]

Fica aqui a nossa homenagem e todo o nosso carinho ao querido Lombardi. Saudades!

dofundodobau2

* Carlos Coquinho Bazani é natural de Santo André. Atuou como assessor parlamentar e político. É membro do Conselho de Cultura de Santo André e  colaborador dos veículos Jornal Informação Resumo Jovem, da Gazeta do Grande ABC, Orion FM e Cocknews, além de coordenador do Bloco O Beco do Conforto.
Contato com o colunista: coquinhobazani@hotmail.com

 

Total 5 Votes
0

Tell us how can we improve this post?

+ = Verify Human or Spambot ?

1 comentário on "Alô Lombardi…"

  1. Edward de Souza

    Meu amigo Coquinho… Lombardi foi um grande amigo e quando faleceu partiu meu coração, até porque eu estava distante, já no interior e não poderia prestar a ele uma última homenagem. Trabalhamos juntos na Rádio Emissora ABC, na rua Tatuí, na época, Bairro Casa Branca, em Santo André. Ele deixava o seu programa as 11 horas e começavam os meus. Primeiro uma parada de sucessos até o meio-dia, depois eu apresentava um programa com cantores e cantoras ao vivo, divulgando novos lançamentos e a seguir um para a Jovem Guarda. No final da tarde, criei o ABC nos Esportes, das 18 horas até as 19 e encerrava meu expediente. Ferraz Franco apresentava o programa esportivo ao meu lado. Muito bem. Foi num desses dias que Lombardi chegou todo sorridente e me disse; “Vou levá-lo para a TV Globo. O locutor que grava os comerciais sumiu com a amante para o Nordeste e ficamos sem a voz padrão”. Isso era começo dos anos 70 e Lombardi era o chefe dos locutores da Globo e Silvio Santos funcionário dessa emissora. Lombardi também já apresentava, na Globo, o programa Silvio Santos. A princípio, assustei-me com essa possibilidade, principalmente quando soube por ele, Lombardi, que minha primeira gravação seria o Jornal Nacional, na ocasião patrocinado pelo Banco Português, o banco que tem um grande coração. Não aceitei o convite, mas Lombardi fez que não ouviu. Me enfiou num fusquinha vermelho que ele tinha e fomos para São Paulo. Encurtando. Fui contratado e gravei, não só o Jornal Nacional, apresentado por Cid Moreira e Sergio Chapelin, como todas as outras chamadas da Globo. Mesmo depois que deixei a emissora e Lombardi partiu com Silvio, que havia criado o SBT, nos deixamos de nos ver. Encontrávamos sempre para tomar o nosso cafezinho com leite e colocar o papo em dia. Lombardi, para quem não sabe, nunca bebeu nada de álcool. Lendo hoje seu texto, Coquinho, deu-me vontade de falar um pouco desse amigo querido que deixou muita saudade. Parabéns pela homenagem ao Lombardi, Coquinho. Bom domingo, amigo!

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *