Advogado aposta em vending machines para driblar a crise: ‘Plano B virou plano A’

69 0

Microempreendedor investiu em modelo de negócios homebased para complemento de renda, mas mudou de estratégia e o que era para ser um extra, virou a fonte principal

Da Redação – Dados divulgados em agosto deste ano pelo IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística- registraram uma queda recorde no número de pessoas trabalhando no estado da Bahia.

No segundo trimestre, a taxa de desemprego subiu para 19,9% frente a 18,7% no primeiro período do ano e 17,3% se comparado com o mesmo trimestre do ano passado. Com a crise agravada pelo coronavírus, além da parcela significativa de desempregados, houve ainda quem sofreu com a redução de ganhos mensais. Foi o que aconteceu com o advogado Daniel Goes, de Vitória da Conquista, na Bahia, que apostou em uma microfranquia da Mr. Kids no auge da crise sanitária, em abril.

“Muitos setores sofreram restrições, inclusive o meu. Procurei criar mecanismos para continuar advogando, mas tive uma queda significativa de rendimentos. Por ser do grupo de risco, deixei de atender em determinadas áreas, como direito penal, em que o contato do com clientes é, muitas vezes, em ambientes desfavoráveis,mas também fundamental”, argumenta. Por outro lado, a pandemia despertou no jovem de 29 anos o desejo de empreender. 

“Comecei a procurar microfranquias, pois não tinha quantias altas para investir. Encontrei a Mr.Kids no site da ABF -Associação Brasileira de Franchising- e o valor mais acessível (R$18.700,00) comparado a outros modelos chamou minha atenção”, recorda. Goes queria apenas um complemento de renda, mas após fazer uma pesquisa de mercado, percebeu que o modelo tinha potencial para crescer, já que existe pouca concorrência na região. 

“Comecei com um conjunto de nove máquinas em um ponto pré-negociado pela Mr. Kids e hoje gerencio outros três conjuntos menores em estabelecimentos de pequeno porte. Isso me possibilita renunciar algumas demandas judiciais para me dedicar ao meu negócio que, por sinal, é bem menos estressante: a franquia de produtos infantis. O plano B virou plano A”, comemora. Sem a necessidade de um funcionário no local, as máquinas da rede entregam um brinquedo ao consumidor de forma automática quando acionadas por meio de uma moeda de R$1 ou uma cédula trocada automaticamente por fichas.  

Sobre a Mr. Kids

Fundada em 2012, a Mr. Kids é uma rede de microfranquias de vending machines que trouxe ao segmento uma solução um tanto quanto inovadora: não apenas uma máquina de brinquedos, e sim o sonho do próprio negócio para novos empreendedores. Atualmente são mais de sete mil máquinas espalhadas em shoppings, comércios e supermercados. Mais informações: www.mrkids.com.br

Total 0 Votes
0

Tell us how can we improve this post?

+ = Verify Human or Spambot ?

Nenhum comentário on "Advogado aposta em vending machines para driblar a crise: ‘Plano B virou plano A’"

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *