Ações de voluntariado na Basf ganham força na crise da Covid-19

140 0

• Companhia já doou quase 25 mil cestas básicas e agora em dezembro novas ações e campanhas estão acontecendo, organizadas pelos colaboradores, para apoiar as famílias em situação de vulnerabilidade; colaboradores tem se organizado para desenvolver ações para o enfrentamento ao coronavírus.

Da Redação – A pandemia da Covid-19 ainda não acabou e acarretou grandes desafios para as pessoas, a sociedade e as empresas. Com a finalidade de amenizar os transtornos gerados pelo novo coronavírus, colaboradores da BASF da América do Sul unem seus esforços e mostram que a responsabilidade social é ainda mais necessária neste período de crise. Esta corrente de solidariedade conta com uma rede de voluntários, um papel tão importante na sociedade que tem até uma data especial para ser celebrada: o Dia Internacional do Voluntário, comemorado em 5 de dezembro.

São mais de 800 profissionais na Argentina, Bolívia, Brasil, Colômbia, Chile, Equador, Paraguai, Peru e Uruguai, além de seus familiares e parceiros da companhia, que se mobilizam no propósito de doar e arrecadar contribuições para instituições, centros hospitalares e indivíduos em situação de vulnerabilidade social.

Neste Natal, as oito Comissões de Voluntariado da BASF no Brasil organizaram a campanha Natal Solidário, que beneficiará cerca de 8 mil pessoas. Diversas ações já foram realizadas e estão planejadas para serem feitas até 20 de dezembro. Dentre elas, a distribuição de 860 cestas básicas para a Hamburgada do Bem, em São Paulo, além da organizaççao de estimular a adesão à campanha Natal de Amor e as vaquinhas virtuais para aquisição de brinquedos para a Celivi, alimentos para a Campanha Natal sem Fome, Ação da cidadania contra a Fome e pela Vida e para o projeto Quentinhas do Arouche.

Outras 400 cestas básicas serão doadas para atender pessoas cadastradas junto à Associações de Moradores do Jardim do Vale e do Engenheiro Neiva (Guaratinguetá – SP). Em Jacareí, a solidariedade vai chegar nas pessoas beneficiadas pelo Projeto Amigos em Rede e Grupo Ação e Solidariedade e também de uma unidade do Lar Frederico Ozanan da cidade.

Em Camaçari, por exemplo, os voluntários estão promovendo uma arrecadação para o Lar Irmã Benedita Camurugi e um Crowdfunding para o Lar Irmã Benedita Camurugi. Já em Indaiatuba, os colaboradores doarão cestas de natal e a empresa em contrapartida doará cestas básicas para os idosos do Lar Frederico Osanan, que fica em Salto. Em Jaboatão dos Guararapes, os colaboradores estão organizando sacolinhas de lanches e distribuição de brinquedos para 130 crianças e adolescentes do Projeto Flores da Favela.

Em São Bernardo do Campo, São Paulo e Santo Antônio de Posse, os colaboradores vão doar cestas básicas e brinquedos para instituições das cidades, dentre outras atividades.

Entre março e junho de 2020, quando o coronavírus atingiu os maiores números, as comissões de voluntariado conseguiram viabilizar mais de 20 iniciativas. A maioria delas contou com contrapartidas da BASF.

Uma das iniciativas ocorreu por intermédio de uma parceria com a TETO, organização que opera em 19 países da América Latina e busca superar a pobreza enfrentada por milhões de pessoas. Foi possível levar cestas básicas com 16 itens, galão de água potável de 5 litros, e kits de higiene (água sanitária + detergente) para as famílias que residem nas favelas mais precárias do Brasil. Na campanha “Por uma quarentena mais justa”, as doações realizadas por colaboradores da BASF, beneficiaram mais de 1000 famílias de 35 comunidades de difícil acesso, localizadas em seis estados brasileiros: São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Paraná, Bahia e Pernambuco.

Em Camaçari, município do estado da Bahia, o valor arrecadado entre os colaboradores, que foi reforçado pela BASF, permitiu a compra de 268 cestas básicas compostas, também, por água sanitária, pacote de papel higiênico e creme dental.

“Para o Programa de Voluntariado, foi muito gratificante acompanhar o engajamento de times de diferentes áreas com a finalidade de apoiar as famílias mais necessitadas em decorrência da pandemia de coronavírus. Certamente, cada item doado teve um significado muito maior do que imaginamos para cada pessoa que recebeu”, afirma Lorena Galvão, coordenadora da Comissão de Voluntariado da BASF em Camaçari (BA).

Em agosto, para ajudar as pessoas em situação de vulnerabilidade nos locais em que atua, a BASF doou R﹩ 1 milhão em cestas básicas, o que totaliza mais de 20 mil unidades que foram distribuídas pelos países da América do Sul. Para aumentar o impacto da iniciativa, colaboradores, clientes e fornecedores se somaram à iniciativa e doaram mais 916 cestas básicas.

“Com o surgimento da Covid-19, a BASF vem contribuindo em diferentes frentes, apoiando seus colaboradores, clientes, parceiros e a sociedade. Acreditamos que a indústria química tem um papel essencial nesse momento de crise, inclusive porque parte dos produtos essenciais em sua mitigação são produzidos por ela ou por seus parceiros. Quando atuamos em rede e chamamos parceiros, fornecedores e clientes para atuar, como no caso das cestas básicas, o impacto é maior e por isso chegamos a quase 80 mil pessoas. Assim juntamos quem pode e quer ajudar com aqueles que neste momento precisam mais do que nunca do apoio coletivo, comenta a consultora de sustentabilidade e engajamento socia da BASF, Ivânia Palmeira.

Estratégia de engajamento social. Atualmente, a companhia conta com 17 comissões de voluntariado em atividades nos seguintes países: Argentina (República, Tortuguitas e General Lagos); Brasil (Camaçari, Demarchi, Guaratinguetá, Indaiatuba, Jaboatão dos Guararapes, Jacareí, Morumbi e Santo Antônio de Posse); Colômbia (Bogotá); Chile (Concón, Carrascal e Pudahuel), Peru (Lima) e Uruguai (Montevideo).

A atuação dos colaboradores por meio de comissões de voluntariado foi instituída em 2016, tendo como base a estratégia de engajamento social, visando uma maior autonomia e estímulo a adesão dos colaboradores. A empresa, que já estimulava o trabalho voluntário, passou a encorajar os colaboradores para que organizassem comissões, definindo com o conjunto de colegas um plano de atividades para as quais poderiam contar, inclusive, com recursos da companhia para as ações filantrópicas, sendo que estas deveriam ser validadas com a governança local de sustentabilidade, mas implementadas de forma autônoma. Dessa maneira, a missão das comissões é incentivar a comunidade interna da BASF a apoiar causas sociais nas comunidades vizinhas da empresa.

Total 0 Votes
0

Tell us how can we improve this post?

+ = Verify Human or Spambot ?

Nenhum comentário on "Ações de voluntariado na Basf ganham força na crise da Covid-19"

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *