A coragem do Padre Júlio Lancelotti

43 0

* Márcia Lia – Forte e corajosa a ação do padre Júlio Lancelotti, que, de próprio punho, começou a derriçar com uma marreta as centenas de pedras colocadas sob viaduto da capital paulista para impedir que homens, mulheres e crianças desvalidos, abandonados nas ruas, possam se abrigar do tempo.

A cada marretada senti a vergonha de ter um governo de São Paulo que não se importa com as pessoas. Nem este, de Bruno Covas, nem o anterior, de João Dória.

Injusto que São Paulo, uma das maiores cidades do mundo, seja cenário de tanta desigualdade fomentada por governos que desconhecem o significado de direitos humanos.

Qual é o sentido de governar, de legislar se não for para o bem da coletividade, de todas as pessoas, especialmente as alijadas das facilidades que o dinheiro compra?

O que o governo reeleito de Bruno Covas fez pelos sem-teto e sem esperança? As fortes marretadas do mais forte ainda padre Júlio Lancelotti vêm carregada de um simbolismo claro e honesto de que é preciso demolir um sistema de exclusão que orienta as ações dos governos tucanos na capital e no Estado.

Intolerável ver Bruno Covas construindo muros à semelhança de Donald Trump. Chega de desfaçatez na política.

* Márcia Lia é deputada estadual pelo PT

Total 0 Votes
0

Tell us how can we improve this post?

+ = Verify Human or Spambot ?

Nenhum comentário on "A coragem do Padre Júlio Lancelotti"

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *