Sesc Avenida Paulista recebe Roda de Poemas nesta quinta-feira

1219 0

Da Redação – No dia 2 de agosto, quinta às 20h30, o Sesc Avenida Paulista recebe a Roda de Poemas Antes de Nós, encontro de canto e poesia organizado pelo coletivo Mulheres Negras na Biblioteca. O evento tem por objetivo aproximar o público à escrevivência – neologismo criado pela escritora Conceição Evaristo para definir a escrita da mulher negra que parte de suas vivências – e convidá-lo a pensar a respeito da invisibilização sofrida por essas autoras.

RODA DE POEMAS

A roda de poemas Antes de Nós é uma tentativa de resgate de uma manifestação artística que acontecia, anos 1980, na cidade de São Paulo. De acordo com o professor e escritor Cuti, as rodas de poemas se davam da seguinte maneira: “um grupo de pessoas – em geral de 20 a 40 (ou até mais) – se reúne, forma um círculo, e é feito para esta roda uma pequena cantiga, muito simples e de fácil memorização.

As pessoas decoram rapidamente essa cantiga, então todos cantam. O canto é interrompido e alguém entra no centro deste círculo e diz um poema”. Nos últimos anos, a poesia voltou a se destacar na cena cultural de São Paulo, nos inúmeros saraus e slams. Pensando em proporcionar uma troca de experiências geracionais, o coletivo Mulheres Negras na Biblioteca convida as veteranas Esmeralda Ribeiro e Miriam Alves para conduzir uma roda de poemas no formato original, com a presença de poetas da nova geração.

SLAMMERS

Mel Duarte (São Paulo): Poeta, slammer e produtora cultural, atua com literatura independente desde 2006. Faz parte do coletivo “Poetas Ambulantes” e é uma das organizadoras da batalha de poesias voltada para o gênero feminino “Slam das Minas – SP”. Possui 2 livros publicados de forma independente “Fragmentos Dispersos” (2013) e “Negra Nua Crua” (2016), publicado pela editora Ijumaa e em seguida transformado em audiolivro pela Tocalivros.

Ingrid Martins (São Paulo – SP): Poeta, designer gráfico e cabeleireira. Organizadora da Batalha Dominação e Slam da Norte. Autora dos zines “Poesia” e “Vertical”.

Luz Ribeiro (São Paulo – SP): Paulistana, pedagoga, educadora física, aspirante a atriz, performer e poeta. Participa dos coletivos Poetas Ambulantes, Slam das Minas – SP e Legítima Defesa. Publicou “Eterno contínuo” (2013), lançado pelo selo do burro, e o livro duplo “Estanca/Espanca” (2017), lançados pela editora Quirino, além de ter poemas publicados em algumas antologias.

Mariana Félix (São Paulo – SP): Escritora e slammer. Tem dois livros publicados, é apresentadora no programa “Além da Poesia” da TVT, faz parte do coletivo Prosa Poética.

Ryane Leão (Cuiabá – MT) é uma poeta e professora cuiabana. Publica seus escritos em lambe-lambe e na internet com o projeto “Onde Jazz Meu Coração” e também recita nos saraus e slams na cidade de São Paulo, local onde têm vivido.

Kimani (São Paulo – SP): Poeta, Slammer, estudante de psicologia. Vencedora do Slam das Minas de 2017.

Victória Sales (São Paulo): Poeta, performer, arte educadora, fotógrafa, preta, viva e graduada. encontrou na poesia uma forma de se colocar no mundo, acredita na potência transformadora do afeto como arma revolucionária. Tem poemas publicados na III Antologia da Confraria dos Poetas, e um livreto chamado “um jazz pra duas” com 18 poemas de amor

MEDIADORAS

Esmeralda Ribeiro (São Paulo – SP): Nascida em São Paulo, é escritora, jornalista e integrante do grupo Quilombhoje. Em 1981, lançou um livro de contos, e, ao longo de sua carreira, teve poemas e contos publicados em diversas antologias nacionais e internacionais. Publicou: Malungos & Milongas 2

Miriam Alves (São Paulo – SP): Poeta, romancista, contista, ensaísta e dramaturga paulistana. Integrou o grupo Quilombhoje Literatura nos anos 1980. Foi escritora visitante na Universidade do México em 2007 e na escola de português do Middelbury College em 2010, nos EUA, quando ministrou os cursos de Literatura e Cultura Afro-brasileira. Co-organizou duas antologias bilingues internacionais: Finally us: contemporary black brazilian women writers (poemas), em 1995; e Women righting – Afro-brazilian women’s short fiction (contos), em 2005. Publicou: * Momentos de busca * Estrelas nos dedos * Terramara * Brasilafro autorrevelado * Mulher Mat(r)iz * Bará na trilha dos ventos *

O COLETIVO

O coletivo Mulheres Negras na Biblioteca atua na cidade de São Paulo, desde 2016, realizando ações de incentivo à leitura de obras de escritoras negras. Majoritariamente formado por profissionais de biblioteconomia, o coletivo se dedica a promover atividades culturais com o objetivo de contribuir para a formação e aumento do público leitor de obras de escritoras negras, combatendo, assim, o racismo e sexismo que tornam mulheres negras invisíveis à sociedade.

Serviço – Roda de Poemas Antes de Nós, com Esmeralda Ribeiro, Miriam Alves, Mel Duarte, Ingrid Martins, Luz Ribeiro, Mariana Felix, Ryane Leão, Victória Sales e Kimani, nesta quinta-feira (2), às 20h30, na Praça do Sesc (60 lugares) Avenida Paulista (Avenida Paulista, 119, Bela Vista, São Paulo – Fone: (11) 3170-0800). Ingressos: Grátis – retirada e ingresso com uma hora de antecedência. Duração: 60 minutos. Classificação etária: Livre

Total 0 Votes
0

Tell us how can we improve this post?

+ = Verify Human or Spambot ?

Nenhum comentário on "Sesc Avenida Paulista recebe Roda de Poemas nesta quinta-feira"

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *