5 dicas para organizar as finanças e iniciar 2021 no azul

67 0

Conhecer o custo de vida, se planejar e não atrasar os pagamentos das contas são alguns dos exemplos que podem te ajudar a ter um ano tranquilo

Da Redação – Os primeiros meses do ano mexem muito com o bolso do consumidor. IPTU, IPVA, material e matrícula escolar e as faturas de cartão de crédito, deixam os orçamentos bastante sufocados. Além disso, há o perigo de juntar as despesas do fim de ano com as dos primeiros meses e acaba gerando uma grande bola de neve nas finanças.

De acordo com um levantamento feito pelo Bom Pra Crédito , marketplace que une credores e tomadores de empréstimo por meio de uma experiência única e 100% digital, a demanda por crédito pessoal cresceu 25% no 1° trimestre de 2020, em relação ao 4° trimestre de 2019. O motivo da alta demanda foi a troca de uma dívida cara, por uma mais barata, que passou de 22,95% para 30,86% – mostrando que os gastos de final de ano somados às despesas extras de início de ano contribuem para a necessidade de crédito para organizar as contas de todos os brasileiros.

Segundo o Diretor de Crédito da fintech, Felipe Lemos, isso se dá pois as pessoas não fazem um acompanhamento ativo de suas finanças durante o ano. “É muito importante reconhecer sua realidade financeira, ou seja, descobrir o quanto se ganha e gasta por mês para determinar o orçamento de gastos, principalmente em janeiro, onde esses gastos costumam ser mais elevados que o normal”, ressalta Felipe.

O especialista ressalta que existem alguns passos simples que podem ajudar nesse planejamento, entre eles estão:

• Conhecer o custo de vida

É preciso conhecer a sua realidade financeira, ou seja, descobrir o quanto você ganha e gasta por mês, incluindo os valores pagos em juros, empréstimos e contas. E aí, se você não tem o hábito de anotar seus gastos, é importante fazer isso o quanto antes, e isso inclui os gastos sazonais, como material escolar, IPVA, IPTU, entre outros. “É importante colocar tudo na ponta do lápis e somar os gastos finais. Existem diversos aplicativos e planilhas que podem ajudar o consumidor a organizar sua vida financeira, o importante é ter isso bem estruturado para ver quais caminhos deve seguir”, explica Felipe.

• Planejar o que gasta

Se o seu custo é bem maior do que a sua capacidade financeira, é bem provável que você esteja cometendo um dos piores erros financeiros: não pensar antes de assumir novas dívidas. “Antes de sair gastando sem pensar, é importante se planejar e, por isso, é importante ter todos os seus gastos no papel”, comenta Felipe.

• Evitar comprar produtos só porque estão na promoção

Planeje o que precisa comprar para não colocar algo no carrinho só porque está na promoção. Além de evitar gastos excessivos, você fica longe do desperdício. “Essa é uma das ações que mais atrapalham o orçamento, pois as pessoas compram muitos presentes no final do ano, fazem parcelas e acabam juntando com as contas do início do ano”, destaca Felipe. “Diminuir os gastos desnecessários, planejar as compras ou deixar de comprar vão garantir que o consumidor viva esse momento de forma tranquila, permitindo que as pessoas consigam começar o ano com valores que caibam no bolso”.

• Não atrasar os pagamentos das contas

Cada dia de atraso no pagamento gera taxas e mais taxas de juros composto. Para não perder dinheiro com isso, escolha uma data que seja bem perto do dia do pagamento. “Por isso, ficar 3 ou 4 meses sem fazer nenhuma compra parcelada pode criar um fôlego importante no orçamento”, ressalta Felipe.

• Evitar gastar muito dinheiro

Se divertir com os amigos e familiares nas férias de janeiro é de extrema importância para o nosso bem-estar. Porém, isso não precisa estar ligado em gastar mais dinheiro do que o necessário. “Pode parecer um ato simples, mas é a partir de pequenas atitudes que vemos grandes mudanças no orçamento final”, reforça o Diretor de Crédito.

Lemos reforça que nessa época é normal as pessoas recorrerem ao empréstimo pessoal para dar conta de todas as compras e projetos de começo de ano. “É muito comum que a demanda por empréstimo cresça nesse período do ano, mas as pessoas precisam se educar financeiramente para controlar os gastos excessivos e ter um planejamento financeiro alinhado pode fazer toda diferença nesse momento”, reitera Felipe.

Sobre Bom Pra Crédito:

Fundado em 2013, o Bom Pra Crédito é o primeiro e maior marketplace de crédito online do Brasil. A plataforma une credores e tomadores de empréstimos por meio de uma experiência única e 100% digital, do cadastro até a assinatura do contrato.

Em 2019, recebeu um aporte de R﹩35 milhões em rodada pré-Série B liderada pelo Grupo Globo, maior conglomerado de mídia e comunicação da América Latina. Em outubro de 2018, a fintech já havia recebido um aporte Série A de R﹩22 milhões liderado pelo fundo Innova Capital, que já investiu em empresas como Movile. Além desses investimentos, a empresa também foi aportada pelos fundos de VC Astella Investimentos e SP Ventures.

Atualmente, o Bom Pra Crédito conta com cerca de 7 milhões de usuários e já intermediou mais de R﹩700 milhões em empréstimos dos mais de 30 parceiros que compõem a plataforma. Em 2020, a fintech recebeu o selo de certificação do GPTW de melhores empresas para se trabalhar.

Total 0 Votes
0

Tell us how can we improve this post?

+ = Verify Human or Spambot ?

Nenhum comentário on "5 dicas para organizar as finanças e iniciar 2021 no azul"

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *