Crianças e adolescentes são ouvidos na VI Conferência Lúdica

943 0

Da Redação – “Eu gosto muito de dar minha opinião, falar o que penso, porque acredito que assim, através da participação, posso contribuir para as coisas mudarem, ficarem melhores”, afirma a adolescente Jéssica Alves Coelho, que foi a “mestre de cerimônias” da VI Conferência Lúdica dos Direitos da Criança e do Adolescente.

Com idéias como a de Jéssica, cerca de 160 crianças e adolescentes com idade entre 8 e 18 anos  se reuniram para dizer o que esperam das políticas públicas voltadas para a sua faixa etária e sobre a preservação de seus direitos. O evento aconteceu na manhã de hoje (27), no Clasa (Casa Lions do Adolescente de Santo André), na Vila Guiomar.

Vindos de oito entidades sociais que realizam o atendimento de crianças e adolescentes em risco social –  como Lar de Maria, Instituto Mosenhor Antunes e Projeto Jeda (Juventude e Esperança do Amanhã), Serviço de Acolhimento, Projeto Andrezinho Cidadão, Medidas Socioeducativas e CRAS Vila Luzita -, as crianças e adolescentes se dividiram em seis oficinas lúdicas de teatro, percussão, grafite, skate e informática. Na oficina de skate, por exemplo, os jovens, após andarem de skate, apresentaram o que desejam em termos de políticas públicas, como mais espaços adequados  para a prática esportiva.

“É importante ouvir a opinião dos jovens e crianças sobre as políticas públicas e serviços utilizados por eles. Eles podem dizer com mais propriedade o que precisa ser melhorado  dentro de seu mundo” destacou a secretária de Inclusão e Assistência Social, Fátima Grana. O Tema da conferência foi “Protagonismo e Participação de Crianças e Adolescentes e Controle Social para Efetivação dos Direitos”, e as demandas apresentadas serão levadas para a Conferência Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente, que acontece em 16 de abril.

Segundo o coordenador do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA), Roberto Rodrigues de Andrade Júnior,  as oficinas trouxeram propostas para mudanças no âmbito municipal, estadual e federal.  “Eles  vêm cheios de vontade de mudar o mundo. E quando falam isso, estão querendo dizer que é possível começar por mudanças no mundo a sua volta”, disse.   Na Conferência Lúdica também foram indicados 50 representantes que participarão da Conferência Municipal.

Total 0 Votes
0

Tell us how can we improve this post?

+ = Verify Human or Spambot ?

Nenhum comentário on "Crianças e adolescentes são ouvidos na VI Conferência Lúdica"

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *