Virando o Jogo amplia atendimentos às comunidades carentes

1129 0

Da Redação – Transformar vidas por meio de práticas esportivas, culturais e de conscientização no trânsito. Esse é o principal objetivo do programa Virando o Jogo, que inicia as atividades na próxima terça-feira (17) no Centro Comunitário das Crianças de Nossa Senhora de Guadalupe, localizado no km 27 da rodovia dos Imigrantes, no sentido São Paulo, em São Bernardo.

Em novo formato, durante todo o ano de 2015, o Virando o Jogo vai acompanhar 150 crianças moradoras de seis comunidades em torno do Sistema Anchieta-Imigrantes (SAI): Jardim Laura, Alvarenga, Orquídeas, Sítio Joaninha, Parque das Graças e Bandeirantes. Na antiga configuração, o programa atendia 40 crianças por semestre na sede da Ecovias.  “Como trabalharemos a mesma turma o ano todo, teremos a possibilidade de melhorar o acompanhamento e aumentar nosso vínculo com as crianças que participam das atividades”, explica o analista de sustentabilidade da Ecovias, Leandro Almeida.

Realizado desde 2008, o Virando o Jogo oferece, em horário alternativo ao da escola, momentos de lazer e aprendizado para que as crianças se desenvolvam integralmente, sintam-se socialmente incluídas e brinquem longe das margens das rodovias.

Almeida explica que o grande desafio do programa será trabalhar a conscientização em relação aos cuidados necessários para um trânsito seguro, “Sabemos que algumas crianças e seus pais costumam atravessar a rodovia fora da passarela e, em alguns casos, até pulam a mureta de concreto instalada para impedir a travessia”, explica o analista. Esse foi o critério adotado para a escolha desse local. “Levaremos a mensagem de trânsito seguro por meio do esporte e de outras atividades”, finaliza o analista.

A extensão da duração do programa, de quatro para nove meses, vai aumentar os benefícios aos participantes que, além de continuar recebendo o acompanhamento de uma equipe multidisciplinar — formada por profissionais de educação física, psicologia, pedagogia, assistência social e música — vão passar mais tempo em contato com as atividades oferecidas.

Nessa edição do programa, as atividades serão divididas e desenvolvidas na sede da Ecovias e no Centro Comunitário. Na concessionária, as crianças terão acesso à programação da Minipista de Trânsito, conhecerão o Viveiro de Mudas, poderão ter contato com o acervo da biblioteca, e atividades especiais em datas comemorativas como Festa Junina, Dia da Árvore, Semana Nacional do Trânsito, entre outros.

Na Quadra esportiva do Centro Comunitário os alunos passarão por avaliação física, terão aulas de handebol, karatê, futebol, vôlei, basquete, entre outras modalidades esportivas. Lá eles terão ainda aulas semanais de música, atividades de oficinas (reaproveitamento de materiais recicláveis, jogos urbanos, brincadeiras antigas, rodas de leitura, entre outros), e orientação nutricional.

Além de contribuir para a formação dos pequenos cidadãos, nesse novo formato o Virando o Jogo vai ampliar os benefícios aos moradores da região que envolve as seis comunidades, com melhorias que vão aumentar o conforto dos frequentadores do Centro Comunitário das Crianças de Nossa Senhora de Guadalupe. A quadra esportiva, por exemplo, vai passar por reforma nas estruturas e ganhar pintura nova. Já o bazar do local vai receber doações de itens para as comunidades e o Centro Comunitário será convidado a fazer parcerias com o programa para a realização de atividades extras.

O Virando o Jogo é um programa de responsabilidade social da Ecovias, direcionado a crianças de 6 a 11 anos de idade, moradoras de comunidades localizadas às margens do Sistema Anchieta-Imigrantes. O objetivo é reduzir o número de acidentes nas rodovias, por meio da conscientização dos participantes, colaborar com a diminuição da evasão escolar e promover a inclusão social. Desde sua criação, em 2008, o Virando o Jogo já atendeu 570 crianças.

Total 0 Votes
0

Tell us how can we improve this post?

+ = Verify Human or Spambot ?

Nenhum comentário on "Virando o Jogo amplia atendimentos às comunidades carentes"

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *