Auricchio e especialista debatem os Impactos da Pandemia na Terceira Idade

146 0

Da Redação – Os Impactos da Pandemia na Terceira Idade foi o tema de mais uma live na internet do prefeito de São Caetano do Sul e pré-candidato à reeleição, José Auricchio Júnior (PSDB). Desta vez, o debate de alto nível foi com o professor e médico especialista em envelhecimento ativo Egidio Lima Dórea, na noite de terça-feira (8/9) – o conteúdo segue disponível no Facebook e no YouTube do chefe do Executivo.

Auricchio ressaltou que, apesar da flexibilização, continuamos em quarentena. Por isso, os protocolos precisam ser mantidos, como o distanciamento, o uso de máscaras e a higienização das mãos, especialmente pelos idosos. “Muitas pessoas me dizem que seus pais ou avós não aguentam mais ficar em casa. Este confinamento prolongado é penoso, mas, em primeiro lugar, precisamos pensar sempre na proteção, em salvar vidas.”

Junto a Egidio Dórea, o prefeito deu dicas para os idosos se manterem ativos e saudáveis durante a pandemia, como a prática de exercícios físicos em casa, alimentação equilibrada e a não alteração do padrão do sono. “Este é um conjunto fundamental para que o pessoal da terceira idade mantenha a sua funcionalidade, com o corpo e a mente funcionando bem.”

Egidio Dórea revelou que, uma vez infectados pelo coronavírus, a probabilidade de os idosos avançarem para a fase aguda da covid-19 é até 100 vezes maior do que pessoas com menos de 40 anos e sem comorbidades.

“Quando um jovem sofre uma queda, por exemplo, ele tem uma rápida consolidação do osso fraturado. Já o idoso demora muito mais. O mesmo vale para uma infecção pulmonar. O jovem se recupera rápido de uma pneumonia, enquanto o pessoal da terceira idade pode até vir a óbito. Isso ocorre porque o sistema imunológico envelhecido altera a resposta. É natural do processo de envelhecimento. Por isso, quem tem mais de 60 anos deve redobrar os cuidados contra a covid-19”, alertou o especialista.

Os impactos psicológicos também foram abordados. Egidio Dórea destacou que “distanciamento não quer dizer abandono”. “A pandemia repercute na saúde mental das pessoas. E, a solidão, diretamente no declínio cognitivo. A pessoa idosa precisa interagir, se sentir presente, e não isolada. Portanto, ligações, chamadas de vídeos e até, eventualmente, o contato visual, não físico, desde que em local aberto, arejado, e a mais de 2 metros de distância, são fundamentais”, finalizou.

Total 0 Votes
0

Tell us how can we improve this post?

+ = Verify Human or Spambot ?

Nenhum comentário on "Auricchio e especialista debatem os Impactos da Pandemia na Terceira Idade"

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *